Grande ator, Fábio Assunção precisa de ajuda, não do seu deboche


Não se fala em outra coisa neste sábado (24). O ator Fábio Assunção, um dos mais talentosos de sua geração, foi preso em Arcoverde, município do interior de Pernambuco. O lugar é a cidade onde sua namorada nasceu e ambos aproveitavam o São João por lá.

Fábio é acusado de desacato à autoridade e o estado dele quando foi preso chocou a todos. Agressivo, dizia que "não era bandido" e chamou o sargento da companhia. Dois vídeos viralizaram nas redes com ele bêbado, alterado e totalmente descontrolado.



Se você chegou neste texto, com certeza já deve ter visto os vídeos. Fábio está num estado que chocou a todos. E, mais uma vez, prova aquilo que era público: infelizmente, ele é um dependente químico pesado.

A situação do ator me lembra bastante a do comentarista Casagrande, que sempre fala sobre seu vício em drogas e álcool. Hoje, Casão vive uma vida regrada. Não bebe, não fuma, esqueceu os prazeres, mas está sóbrio, feliz e no melhor momento da vida.

Mas, antes de fazer isso tudo, Casagrande pediu ajuda e foi ajudado. Fábio Assunção precisa de apoio, e precisa entender que as drogas - de qualquer tipo - são nocivas a sua saúde e das pessoas que estão ao seu redor.

Mas o que mais me chocou neste caso foi a repercussão após a divulgação dos vídeos. Nas redes sociais, muita gente, para não dizer a maioria, debochou da prisão. Riu, fez estardalhaço, ironizou e fez piada.

Curiosamente, hoje faz dois anos da morte do cantor Cristiano Araújo. E, há dois anos, um outro vídeo fez a alegria dessa gente sádica e sem coração que ama rir de desgraças alheias e acha comum isso tudo. Naquele caso, a autópsia de Cristiano e de sua namorada, Alana, foi divulgada e se propagou pelas redes.

Muita gente compartilhou e se divertiu como aquilo, como acontece agora com os vídeos de Fábio bêbado e preso. A diferença aqui é que Fábio ainda está vivo e pode, sim, se recuperar.

E, para isso, ele precisa muito de tudo isto que citei acima. Mas dos fãs e de nós, como sociedade, ele precisa de apoio e carinho.

Não é debochando, não é rindo, não é dizendo "olha, o ator da Globo tá doidão hahahahaha" que você muda. Na verdade, você está sendo um trouxa. Apenas isso. Mas imagine se um familiar ou o próprio Fábio lê isto?



Agora se coloque no lugar da família e dos amigos pessoais de Fábio. Será mesmo que vale a pena debochar dessa forma de alguém semelhante?

Pra mim, esse vídeo viralizar logo nesta data é muito simbólico. Prova que, enquanto sociedade, ainda somos miseráveis, pobres de espírito, infelizmente. Fábio precisa de apoio para se livrar das drogas e do álcool, não de seu deboche e da sua frieza.

Viciados podem ter recaídas, é a coisa mais normal do mundo para quem tem problemas químicos. E eu respeito muito quem, apesar delas, está tentando se recuperar, como é o caso dele. Tomara, e falo de todo o coração, que Fábio Assunção consiga.


Deixe sua opinião


Leia também