Após mudanças e pressão, melhora o clima na equipe do Primeiro Impacto



Em março deste ano, o clima na equipe do Primeiro Impacto, telejornal apresentado por Marcão do Povo e Dudu Camargo no SBT, era um dos piores da televisão brasileira - para não dizer o pior.



A pressão em cima dos apresentadores era extremamente alta, já que são protegidos de Silvio Santos, dono do canal. Além disso, críticas aos seus comportamentos antes de chegarem ao SBT eram frequentes.

Marcão era detonado pelo jeito que saiu da RecordTV, chamando a cantora Ludmilla de "macaca". Já Dudu Camargo, de 19 anos, pelo jeito de apresentar e por fazer um telejornal sem ter diploma de jornalista.

Outro ponto que atrapalhava: as constantes mudanças de horário. Naquele mês, o programa foi para a faixa do meio dia e mudou de horário várias vezes em menos de 15 dias, tudo por conta da audiência baixa.

Mas o tempo passou...

Hoje, o Primeiro Impacto voltou para o seu horário original de estreia, começando às 6h e indo até 8h30 - Dudu faz das 6h às 7h15, enquanto Marcão apresenta das 7h15 até o fim do horário.

Conforme apurou o TV História, o clima nunca foi tão tranquilo. O jornal tem marcado médias entre 3 e 5 pontos de Ibope na Grande São Paulo, conseguindo fazer frente à Record, principal concorrente.

Aliás, por alguns dias, o telejornal tem vencido na sua faixa. Por causa da saída de Marcelo Rezende, em tratamento contra o câncer, Luiz Bacci foi deslocado para o Cidade Alerta. Dessa forma, a faixa da manhã ficou com William Travassos, que derrubou os números do Balanço Geral Manhã e o SP no Ar.

Para reverter o quadro, a Record deverá colocar, até a primeira semana de julho, o apresentador Tino Júnior, do Rio de Janeiro, para virar o quadro. Quando substituiu Bacci em suas férias, Tino manteve o Ibope do "menino de ouro".

Outro ponto positivo do Primeiro Impacto é que o jornal se consolidou. Hoje, o pensamento no departamento de jornalismo da casa está longe de ser tirado do ar.

A ordem é tentar investir cada vez mais nos links das ruas de São Paulo, tentando flagrantes e informações exclusivas.

O destaque nesse sentido é a repórter Márcia Dantas, que, mesmo com o bom desempenho, ainda não é contratada fixa da rede - o que também deve ser resolvido logo.

Leia também: Para substituir Ticiana Villas Boas, SBT voltará a reprisar Supernanny aos sábados

Leia também: Ex-diretor de Gugu, Homero Salles volta a trabalhar com apresentador em produtora




commentDeixe sua opinião
menu