Globo News vence importante prêmio de jornalismo por furo que impediu Lula de assumir Ministério



A Globo News venceu nesta terça-feira (20) o prêmio internacional de jornalismo Golden Nymph Awards, um dos mais importantes do mundo, realizado durante o Festival de Télévision de Monte-Carlo, que ocorre em Mônaco.



A emissora venceu graças a uma reportagem feita pelo repórter político Marcelo Cosme, que atua em Brasília (DF). No ano passado, Marcelo foi o principal destaque da cobertura ao vivo da divulgação dos áudios da conversa entre os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva, em março.

A reportagem, produzida em Curitiba (PR), veiculou em primeira mão a gravação sobre o envio de um termo de posse para tornar o ex-presidente Ministro da Casa Civil.

Na época, o tom da conversa foi interpretado como uma forma de beneficiar o ex-presidente com foro privilegiado, visto que Lula estava sendo investigado.

Com 17 anos de carreira, Marcelo iniciou trabalhando na sucursal de Pelotas (RS) da RBSTV, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul, e, em seguida, foi transferido para Porto Alegre (RS) e Brasília.

Por mais de um ano foi repórter do Jornal da Band, também na capital federal. Há cinco anos, faz reportagens para a Globo News, cobrindo, principalmente, pautas políticas, como os desdobramentos da Operação Lava-Jato.

Eventualmente, por conta de um projeto de integração do jornalismo na Globo, suas matérias suas são exibidas em telejornais da Rede Globo, como o Jornal Hoje e o Jornal Nacional.

Em seu Twitter oficial, o jornalista comemorou e atribuiu o prêmio a sua equipe. "A Globo News é vencedora do festival de TV de Monte Carlo. Obrigado a esta grande equipe. Esse troféu é de todos nós", afirmou ele.



Deixe sua opinião



Leia também