Ex-diretor de Gugu, Homero Salles volta a trabalhar com apresentador em produtora



O diretor Homero Salles, conhecido amplamente por dirigir programas de Gugu Liberato no SBT e na Record, entre eles Viva a Noite, Domingo Legal e Programa do Gugu, vai voltar a trabalhar diretamente com o apresentador.



Homero finalizou o seu contrato de oito anos com a Record e agora é diretor-geral e de conteúdo da GGP Produções, produtora de Gugu Liberato que, até ano passado, co-produzia sua atração na emissora de Edir Macedo.

Homero cuidará de toda a parte de conteúdo que é feito dentro dos estúdios da GGP. Em suas contas nas redes sociais, ele celebrou o novo acordo e anunciou para seus seguidores a novidade. "Após oito anos na Record, assumo novamente a direção geral e de conteúdo da GGP Produções, a produtor de Gugu Liberato", disse Homero, aparentando estar muito feliz com o novo desafio.

Ele era contratado da Record desde 2009, quando veio do SBT junto com Gugu. Dirigiu o Programa do Gugu aos domingos, que não teve êxito, sendo encerrado em 2013. Desde então, integrava o comitê artístico da emissora.

Mesmo a GGP não produzindo mais diretamente a atração de Gugu na Record nas noites de quarta, fica fácil imaginar que, devido à proximidade e confiança de anos entre ambos, o diretor passe sugestões e colaborações para o programa.

Hoje, o programa de Gugu Liberato é produzido pela I9TV e tem edição e finalização da Record. O diretor da atração é um contratado direto da casa, o jornalista Virgílio Abranches, ex-Domingo Show.

Homero Salles tem 66 anos e dirigiu vários programas de Silvio Santos entre 1977 e 1997, como Domingo no Parque, Cidade X Cidade, Hot Hot Hot, Miss Brasil, Tentação, entre outros.

A parceria com Gugu começou também nos anos 80, com ele dirigindo atrações como Viva a Noite, Corrida Maluca, Big Domingo, Play Game, Programa de Vídeos, Nações Unidas, entre outros. Foi o primeiro diretor do Domingo Legal, onde ficou até 1996.

A partir de 1997, como produtor independente, produziu os programas Domingo Milionário (Manchete), Escolinha do Barulho (Record), Fábrica Cinco (Gazeta), Raízes do Campo (Record), SBT Rural (SBT) e Domingo da Gente (Rede Record).

Em 2006, reassumiu a direção do Domingo Legal no SBT e foi um dos principais responsáveis pela mudança no perfil de Gugu, quando o loiro passou a apostar praticamente apenas no assistencialismo. Em junho de 2009, ambos mudaram juntos de emissora.

Leia também: Globo é condenada por retratar erroneamente homem como presidiário no Bom Dia Brasil

Leia também: Globo confirma que antiga redação do JN será reutilizada; dois projetos estão na disputa




commentDeixe sua opinião
menu