Apresentador de afiliada do SBT que criticou Gentili explica: "Foi só uma atitude que não concordei"



Na terça-feira (30), o jornalista Casemiro Neto, apresentador do Que Venha o Povo, da TV Aratu, afiliada do SBT na Bahia, entrou num pequeno furacão nas redes sociais por conta de um vídeo de seu programa de segunda (29) que viralizou.



Em sua atração, ele faz criticas ao humorista Danilo Gentili, do The Noite, e Marcão do Povo, âncora do jornal Primeiro Impacto. Até mesmo Rafinha Bastos e Marco Luque, ex-CQCs, são criticados.

No vídeo, Casemiro comenta a resposta de Gentili à deputada Maria do Rosário (PT-RS), que lhe processou por conta de comentários feitos em seu Twitter contra ela. Gentili colocou a notificação de processo em partes íntimas, rasgou e enviou de volta para o endereço remetente, dizendo que nenhum deputado ou político pode dizer o que ele ou qualquer pessoa deve falar.

Vendo o fato, Casemiro opinou e disse não achar a menor graça no comediante. "Eu nem gosto desse povo que era do CQC. Aí é opinião própria. Minha opinião. Não vejo a menor graça em Danilo Gentili. Pode estar aqui no SBT, pode estar onde for, não interessa, não gosto, não faz a minha cabeça. Rafinha Bastos também acho um chato. Aquele que está no Altas Horas agora, também não gosto.", criticou Casemiro.

Para ele, Gentili não devia ter feito o que fez: "Ele devia ter acionado a lei, não rasgar, colocar nas partes íntimas, uma baixaria, não vejo graça. Me perdoem os fãs de Danilo Gentili, de Rafinha Bastos, que fez aquela piada infeliz... Esse negócio de humorista fazer piada com negro, gay... Detesto. Não dou risada. Ele está no SBT, problema dele. Já vi o The Noite algumas vezes, respeito o trabalho dele como apresentador, mas não é um programa que faz a minha cabeça. Sou obrigado a gostar? Não.".

Ele também criticou Marcão e disse que o apresentador era "mala": "Marcão está no SBT e é outra mala, eu acho. Eu tô aqui e falo, é outra mala, é um cara que esculhambou com Ludmilla, chamou de pobre, macaca.. Eu não concordo. Esse tipo de postura não vou assinar embaixo mesmo".

O vídeo causou uma celeuma e o TV Historia procurou Casemiro Neto para falar sobre o assunto, já que alguns fãs do SBT e do próprio Gentili não gostaram da atitude, por ele ter detonado um cara da própria casa.

Casemiro confessou que não estava sabendo da repercussão, pois estava em reunião na própria TV Aratu. Educado, o jornalista disse que não mudou seu ponto de vista no caso, muito pelo contrário. Reiterou o que disse, dizendo que apenas deu sua opinião e que não concordou com o que Gentili fez.

"Olha, o que eu fiz foi uma crítica apenas a uma atitude que ele teve. Não concordei com o que fez, achei grosseiro, e não é porque sou de uma afiliada do SBT que tenho que concordar com tudo que ele faz. Foi só uma atitude que eu não concordei, achei grosseira, mas não foi nada desrespeitoso o que eu falei. Se fosse com outra pessoa, teria criticado também, como formador de opinião que sou.", afirma o âncora da TV Aratu.

"Você me conhece faz muito tempo, sabe da seriedade com que trato tudo. Tanto que não falei só do Gentili, falei também do cara do Altas Horas (Marco Luque), do Rafinha, até do Marcão. É até bom você esclarecer isso, porque algumas vezes, as pessoas desvirtuam o que eu disse. Foi uma crítica a uma atitude, respeito o Gentili, é um profissional que tem um programa no SBT, mas nem o conheço pessoalmente para dizer se ele é boa pessoa ou não. Foi só uma crítica de uma atitude que achei errada.", completou o âncora.

Casemiro reiterou a crítica aos programas e humoristas que fazem piadas com minorias, como a classe LGBT, negros, pobres, deficientes e nordestinos, dizendo que tem direito de opinar sobre, pois é formador de opinião em seu Estado.

"Esse tipo de programa que faz piada com negro, gay e tudo mais não faz minha cabeça mesmo, não rio, não gosto, não me divirto. E não assino embaixo mesmo, acho ridículo e é uma coisa que tenho direito de opinar, porque sou um formador de opinião e tenho liberdade para isso", finaliza.

Casemiro Neto tem mais de 30 anos de carreira e é um dos mais conhecidos jornalistas baianos, tendo passado pela TV Bahia/Globo, onde ancorou os principais jornais da casa. Desde 2008, está na TV Aratu/SBT, onde apresenta o Que Venha o Povo. Exibido das 10h45 às 12h, a atração marca 8 pontos de média e não raramente chega ao primeiro lugar no Ibope na Grande Salvador.

Procurada para comentar sobre o caso pelo TV Historia, a assessoria de comunicação do SBT disse que a crítica foi feita por um apresentador de afiliada da emissora, e que elas têm total liberdade editorial, cabendo às mesmas definirem o que se pode falar ou não.


Deixe sua opinião



Leia também