Canal dos animes? Rede Brasil quer comprar novo desenho de Dragon Ball



Canal com entrada em várias operadoras de TV paga do Brasil e com sinal aberto em várias cidades, a Rede Brasil está, realmente, empenhada em virar o canal dos desenhos japoneses no País, tal foi a Rede Manchete nos anos 90.



Atualmente, a emissora transmite os animes Dragon Ball Z e Os Cavaleiros do Zodíaco, que são duas de suas maiores audiências. O horário é nobre - entre 20h e 21h, do jeito que os fãs sempre quiseram.

O Ibope na Grande São Paulo, para os padrões do canal, é bom: entre 0,4 e 0,7 ponto de audiência, chegando a vencer a RedeTV! e a TV Gazeta em vários momentos.

Agora, a busca da Rede Brasil é por inovações, uma novidade grande pode chegar. A Rede Brasil já iniciou contatos com a Toei Animation, dona dos direitos de transmissão, para exibir Dragon Ball Super, animação que é uma sequência direta de Dragon Ball Z e está no ar no Japão desde 2015.

A ideia é que, em TV aberta, a licença seja dada assim que a dublagem do anime fique disponível - o show começou a ganhar vozes nacionais nesta semana, num estúdio de dublagem em São Paulo.

Dragon Ball Super continua a saga logo após a morte de Majin Boo na saga Z. Goku agora trabalha como um agricultor de rabanete para sustentar sua família que, assim como seus amigos, vivem vidas pacíficas. No entanto, uma nova ameaça aparece, trata-se de Bills, O Deus da Destruição que é considerado o ser mais aterrorizante no Universo 7.

Para proteger a Terra, Goku se transforma no Deus Super Sayajin para lutar contra Bills e, apesar de perder a luta, acalma o Deus da Destruição o suficiente para que ele decida poupar o planeta.

Enquanto Goku e Vegeta saem com Bills e seu ajudante Whis para treinamento, dois remanescentes do exército de Freeza chegam à Terra e usam as Esferas do Dragão para revivê-lo.

Freeza, em seguida, reúne suas forças e volta a decretar sua vingança contra Goku e seus amigos, mas apesar de ficar forte o suficiente para alcançar uma nova transformação, ele é mais uma vez derrotado por Goku.

A produção ainda está no ar e hoje é uma das maiores audiências da TV japonesa. Na internet, fãs fazem transmissões ao vivo de episódios legendados no YouTube que chegam a ter mais de 200 mil visualizações.







commentDeixe sua opinião
menu