Canal de TV notifica perfil no Twitter por postar imagens e vídeos sem autorização



Em tempos de mundo globalizado, a internet virou um importante meio de divulgação para programas dos mais longevos lugares do Brasil. No Twitter, são vários perfis especializados em divulgar programas e jornais locais.



Deles, se destacam perfis como o @midiacearense (Ceará) e o @TheDiegoLeonel (Alagoas). O segundo, inclusive, foi o que popularizou nas redes vídeos e falas de Sikera Jr, apresentador do Plantão Alagoas, da TV Ponta Verde/SBT.

O próprio Sikera agradece ao perfil, que pertence a um estudante de agronomia. "Ele transmite meu programa no YouTube, muito gentilmente, e o pessoal do Brasil inteiro assiste. Fora os vídeos no Twitter. Sou muito grato a ele", já disse Sikera em seu programa.

Tratando-se de alcance nacional, isso fica mais evidente. Programas como o MasterChef, da Band, e o Big Brother Brasil, da Globo, estimulam as imagens printadas de ambos os realities, que viram "memes" e fazem as atrações serem comentadas. É uma estratégia de marketing barata, boa, positiva e gratuita que só traz benefícios.

Enquanto algumas emissoras sabem reconhecer o poder das redes sociais, outras ainda pensam de uma forma errada em relação a isso, tratando os perfis como inimigos.

A Rede Diário de Comunicação, que mantém a TV Diário, afiliada da Record News em Manaus (AM), ameaçou processar um perfil que posta informações sobre a TV do Amazonas caso ele não retirasse imagens e vídeos de seus programas da página.

O perfil do caso é o @Midia_AM, que há vários anos coloca informações sobre as TVs do maior estado do Norte do Brasil. Na alegação, que aconteceu na semana passada, a Rede Diário afirmou que o perfil estava se valendo de imagens e vídeos da emissora "sem autorização".

O perfil é mantido por Jefferson Coelho, um estudante de jornalismo que divulga sem fins lucrativos as imagens e vídeos, apenas para apreciação de especialistas e fãs de TVs locais.

O TV História conversou com o dono do perfil, que disse ainda estar incrédulo com o fato: "No primeiro momento, pediram formalmente para que eu retirasse de todas as redes sociais todo o conteúdo da Rede Diário, alegando que estava utilizando sem autorização. Então, respondi informando do pesar que senti sabendo do desconforto causado a eles, e disse quais os reais objetivos de tirar prints e fazer gravações da TV local. Mas, mesmo assim, foram irredutíveis".

Jefferson confirmou que se o perfil não apagasse tudo que diz respeito à TV, um processo iria ser movido: "Afirmaram que se eu não retirasse todo o conteúdo deles, iriam repassar para o setor jurídico".

Nesta terça-feira (2), o perfil divulgou um comunicado afirmando que tiraria os programas da TV, mas manteria as atrações de rede da Record News, já que se trata de uma emissora nacional e de TV aberta.


O TV História tentou entrar em contato por telefone, por três vezes, na tarde desta terça-feira (2), com a Rede Diário de Comunicação para um posicionamento mais claro sobre o assunto, mas nenhuma de nossas ligações foram atendias. Caso a emissora queira se pronunciar, o espaço está aberto e a matéria será atualizada.







commentDeixe sua opinião
menu