Simba comemora recuperação de Ibope na Grande São Paulo, mas evita falar de acordos



Em comunicado enviado para toda a imprensa nesta terça-feira (2), a Simba Content - joint-venture formada por RecordTV, SBT e RedeTV! - comemorou a recuperação dos números de audiência na Grande São Paulo após o desligamento analógico.



Segundo a empresa, em apenas 30 dias de desligamento, as emissoras já recuperaram entre 35% e 75% de seus índices de audiência, comparado com a semana anterior ao apagão do sinal analógico, algo acima do esperado entre os executivos das três redes.

Antes do corte de seus sinais pela maioria das operadoras de TV paga, RecordTV, RedeTV! e SBT projetavam que a audiência perdida no primeiro momento retornaria a patamares anteriores ao final de três meses.

A crença era de que esse tempo seria suficiente para as pessoas encontrarem soluções alternativas como a instalação de antenas receptoras do sinal digital e gratuito. No entanto, as três celebram o restabelecimento da audiência antes do previsto.

Porém, no comunicado, algo esperado não aconteceu: o anúncio do acordo com Oi e Vivo, que já estariam extremamente próximas de um trato financeiro - no caso da Oi, seria o restabelecimento de sinal.

"A Simba Content continua empregando todos os esforços para que as negociações com as operadoras de TV paga avancem o mais rápido possível e que nossos telespectadores tenham o conteúdo de suas assinaturas devidamente restabelecido.", afirmou a programadora em relação a esse assunto.

Questionada sobre isto pelo TV História, a assessoria da Simba disse que não teria mais novidades sobre o assunto, mas que as negociações avançaram de forma muito grande.

Alguns dados dessa recuperação chamam a atenção. Algumas atrações do SBT, como Fofocalizando, A Praça É Nossa, Domingo Legal e Eliana estão com mais Ibope agora do que antes do desligamento analógico em SP.

No caso da RedeTV!, a audiência no PNT já está também equiparada em pontos aos índices na semana prévia do switch off. Na Grande São Paulo, a rede tem uma audiência apenas 0,1 ponto inferior a do mês passado, mas os números estão em recuperação e a perspectiva é de igualar os dados anteriores em menos de duas semanas.

Por fim, a RecordTV, que havia sido a mais impactada pela queda de audiência na primeira semana após o switch off, recuperou quase 50% da audiência perdida no PNT e 35% na Grande São Paulo, com tendência de crescimento e previsão de restabelecer os níveis anteriores de audiência antes do esperado.

A Simba surgiu da necessidade dos canais de cobrarem pelo seu sinal na TV por assinatura. Segundo eles, a Globo recebe dinheiro pelo seu sinal e todas as outras emissoras não conseguem um centavo das maiores operadoras do Brasil.

A expectativa é que cerca de R$ 200 milhões, apenas com as assinaturas, cheguem aos cofres dos canais se todo o plano pretendido for seguido à risca - este valor apenas na Grande São Paulo, onde estão 7 milhões de assinantes.

Esse dinheiro deve ser aplicado na produção de conteúdo. Elo mais fraco da corda, a RedeTV! espera que essa joint-venture ajude o canal a diminuir os horários vendidos em sua grade - hoje em mais de 50% no total.







commentDeixe sua opinião
menu