Por retaliação, canais da Simba podem ir atrás de estrelas da Band



Além das negociações entre Simba Content - joint-venture entre RecordTV, SBT e RedeTV! - com as operadoras de TV por assinatura, outro assunto está tomando conta das conversas sobre o assunto.

Segundo informações obtidas pelo TV História, rumores nos três canais dizem que as emissoras podem fazer uma retaliação à Band, enviando propostas para algumas de suas estrelas.

No início do mês, por pressão de anunciantes, a emissora da família Saad fez uma reportagem no Jornal da Band criticando a Simba e defendendo o lado das operadoras - a Claro, que negocia pagar para ter o sinal dos canais da Simba, é a principal patrocinadora do telejornal.

Foi a primeira - e até agora única - vez que um outro canal que não está na joint-venture falou do assunto. Nem mesmo a Band fez outras reportagens sobre isso, já que o tema virou um tabu na redação de jornalismo.

Em forma de retaliação por "se envolver numa briga que não é sua", a Simba iria atrás de quatro das principais estrelas da Band, desfalcando bastante não só a TV, mas o Grupo como um todo.

Fontes ouvidas pelo TV História garantiram que quatro profissionais estariam no alvo: Ricardo Boechat, José Luiz Datena, Renata Fan e Ana Paula Padrão seriam os nomes escolhidos.

Boechat e Renata receberiam forte assédio da RecordTV. Já Datena novamente teria um convite para trocar de emissora e ir para o SBT. Por fim, Ana Paula Padrão seria alvo da RedeTV!.

Ricardo Boechat já recebeu uma proposta da RecordTV, em 2014, mas, na ocasião, decidiu ficar. Até hoje, de fato, seu nome é muito bem visto na direção de jornalismo e pelo dono, Edir Macedo, e de fato, um assédio pode ocorrer novamente.

Já Renata Fan estaria na mira por conta de um projeto que estrearia no próximo ano. A intenção seria tirá-la do esporte, colocando-a em variedades. A ideia já existe há algum tempo, também porque enxergam em Renata um potencial comercial parecido com o que Ana Hickmann tem hoje, por exemplo.



Datena e Ana Paula também se encaixam na mesma situação. O apresentador policial é um desejo antigo de Silvio Santos, mas por ora, não deve sair - o jornalista, inclusive, revelou que deseja se aposentar na Band, com quem tem contrato até 2018.

Já a âncora do MasterChef receberia uma proposta para ser o nome carro-chefe do audacioso projeto da RedeTV! com a CNN, que quer fazer uma versão nacional do canal em parceria com Amilcare Dallevo, Marcelo de Carvalho e o superintendente de jornalismo da RedeTV!, Franz Vacek. Padrão, porém, está feliz e realizada no entretenimento e não pensa em voltar seu foco somente para o jornalismo.

A Simba existe desde 2015, mas apenas em maio do ano passado seu funcionamento foi aprovado pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). O funcionamento pleno começou no início deste ano.

A união já rende frutos impressionantes. Em fevereiro, Ratinho, Rodrigo Faro e Luciana Gimenez, três das maiores estrelas das emissoras da joint-venture, se uniram para anunciar o fim da TV analógica em comerciais.

No fim de março, as emissoras retiraram seus sinais digitais das TVs a cabo por não receber por eles e alegar intransigência ao não conseguir negociar com Net, Sky, Vivo, Oi e Claro.

A Simba surgiu da necessidade dos canais de cobrarem pelo seu sinal na TV por assinatura. Segundo elas, a Globo recebe dinheiro pelo seu sinal e todas as outras não conseguem um centavo das maiores operadoras do Brasil.

A expectativa é que cerca de R$ 200 milhões, apenas com as assinaturas, cheguem aos cofres dos canais se todo o plano pretendido for seguido à risca - este valor apenas na Grande São Paulo, onde estão 7 milhões de assinantes.

Esse dinheiro deve ser aplicado na produção de conteúdo. Elo mais fraco da corda, a RedeTV! espera que essa joint-venture ajude o canal a diminuir os horários vendidos em sua grade - hoje em mais de 50% no total.







commentDeixe sua opinião
menu