TV Brasil diz que não vai mais pagar por esporte e não transmitirá séries B, C e D do Brasileirão



Em um momento que cifras milionárias estão sendo pagas por canais de televisão por direitos esportivos, a TV Brasil, emissora controlada pela EBC (Empresa Brasil de Televisão) e ligada ao Governo Federal, tomou uma decisão polêmica.

Com mudanças na sua direção e um orçamento menor por conta da crise financeira, o canal público decidiu abrir mão de suas maiores audiências, as transmissões esportivas do Campeonato Brasileiro das Séries B, C e D, equivalentes a segunda, terceira e quarta divisões do futebol brasileiro.



Mais do que isso: a TV Brasil confirmou ao TV História que não pagará por mais nenhum centavo por direito esportivo nenhum, investindo apenas em transmissões gratuitas cedidas por outras emissoras, como a Globo, por exemplo, e torneios alternativos, como a Taça das Favelas de Futebol.

"A crise financeira e os cortes orçamentários levaram a EBC a redirecionar a cobertura esportiva neste ano. A empresa vai concentrar seus esforços em eventos esportivos que não exijam pagamentos de direitos de transmissão", afirmou a EBC em comunicado enviado para a reportagem.

O futebol tem uma alta repercussão em praças fora de São Paulo há algum tempo. Em Recife, em 2013, a TV Brasil chegou a liderar o Ibope com um jogo do Santa Cruz na Série C, com picos de até 19 pontos.

Em 2015 e 2016, jogos do Botafogo e do Vasco na Série B fizeram a TV Brasil atingir picos de 6 pontos de audiência no Rio de Janeiro com transmissões de partidas, algo que o canal só vê com desfiles de escola de samba cariocas no Carnaval.

Para tentar achar alternativas, a TV Brasil disse que já transmitiu eventos gratuitos e que negocia torneios de atletismo com a Confederação Brasileira da categoria, além de outros eventos, inclusive o jogo da amizade de futebol entre Brasil e Colômbia em janeiro.

"Nesse sentido, a TV Brasil está em negociação com a Confederação Brasileira de Atletismo. Neste ano, a TV Brasil já transmitiu, sem custos para a emissora, o campeonato de futebol Taça das Favelas, o campeonato de vôlei patrocinado pelo Banco do Brasil e o amistoso Brasil x Colômbia", completa o comunicado da emissora pública.

A TV Brasil começou em 2007 e sempre foi um fracasso de Ibope. Nunca marca mais de 0,5 ponto de audiência na Grande São Paulo e na grande maioria das metrópoles do Brasil.

A emissora é muito criticada pelo alto custo sem resultado. Seu funcionamento anual é de quase R$ 200 milhões, segundo o último balanço divulgado pelo canal - como usa dinheiro público, a TV Brasil presta contas sobre o dinheiro que é gasto.




commentDeixe sua opinião
menu