Pesadelo na Cozinha foi um grande acerto da Band em 2017



Com sua primeira temporada programada para terminar nesta quinta-feira (20), o Pesadelo na Cozinha, da Band, tem feito muito sucesso nas telinhas.

Apresentado por Erick Jacquin, muito conhecido por fazer parte do trio de jurados do MasterChef Brasil, a atração caiu no gosto dos telespectadores, entrando na onda de sucesso dos reality shows culinários. Com o diferencial de não ter uma temporada com episódios tão longos, muitos telespectadores se prenderam em frente à televisão para acompanhá-lo - e gostaram muito do que viram.



O programa é uma adaptação do formato estrangeiro Kitchen's Nightmare, cuja apresentação fica por conta de Gordon Ramsay, um chef britânico extremamente durão e que é chamado por proprietários de restaurantes que estão com dificuldades de atrair clientes ou até os que estão praticamente à beira da falência.

Por chamar a atenção de problemas diversos presentes nas cozinhas, que vão desde uma simples falha na limpeza até o armazenamento irregular de alimentos, o programa pode até chocar os telespectadores, mas é um retrato da realidade que normalmente nós, clientes, não conseguimos enxergar quando vamos a um restaurante.

Porém, erros como a falta de horário fixo para iniciar, já que a estratégia adotada pela emissora era a de fugir o máximo possível do confronto com o BBB17 e de superséries da Globo, precisam ser solucionados na próxima temporada. Isso incomoda muito o telespectador que acompanha fielmente o programa, afugentando e fazendo com que ele mude de canal e perca o episódio.

A repetição de frases de Jacquin durante os episódios, que geralmente são críticas duras aos pratos servidos pelos estabelecimentos e ao ambiente, são engraçadas, assim como o modo como ele lida com os funcionários e proprietários, evidenciando o nível totalmente baixo de qualidade. É um ótimo aprendizado de como não administrar um negócio.

Vale muito a pena assistir ao Pesadelo na Cozinha. Espero que se invista mais em programas que abordem o universo da culinária sob esse ponto de vista normalmente não visto por nós consumidores - e, principalmente, que não fiquem somente restritos à TV a cabo.

JUAN ROMERO é estudante de jornalismo. Gosta de esportes, política, bicicletas e de falar sobre o mundo televisivo, especialmente o local. Contatos podem ser feitos pelo Twitter, pelo Facebook ou pelo e-mail juan@tvhistoria.com.br. Ocupa este espaço às quintas







commentDeixe sua opinião
menu