Banana e covarde, direção do BBB17 devia ter vergonha de não intervir em caso Emilly e Marcos


Eu já falei aqui outras vezes que Marcos e Emilly são desprezíveis. Participantes pedantes, se achando sempre superiores aos outros, ao próprio programa e até mesmo superiores ao público, que decide tudo.




É notório que Emilly irá ganhar o programa. Mais claro que isso só o que Marcos fez com Emilly neste fim de semana, entre sábado e domingo. Em cenas de chocar qualquer um, Marcos apertou a namorada, beliscou, agrediu psicologicamente e ainda conseguiu menosprezá-la o tempo todo.

As imagens vistas no pay-per-view e também na transmissão da internet rodaram as redes sociais. São chocantes, reais e falam por si só. Seria o mínimo esperar que a direção, covarde e conivente o tempo todo, tomasse uma atitude drástica desta vez. Ledo engano.

Na noite deste domingo (9), Leifert reforçou essa covardia da direção ao dizer que "foi uma noite difícil" e que o programa "estava bastante preocupado com o comportamento dos dois". Mas só isso? Deixaram nas mãos de Emilly se ele seria expulso ou não. Só que Emilly está em um stress psicológico grave e notório. Ela não pode tomar nenhuma decisão e isto está claro no vídeo.

Espelho da vida como ela é, o BBB tem câmeras que flagram tudo. O que as imagens mostram é um homem definitivamente desequilibrado e sem controle - como minha colega Stephanie Moreira bem definiu semana passada - maltratando e agredindo de todas as formas uma mulher, sem motivo aparente ou forte.

Não dá para admitir que não tenha sido tomada nenhuma medida enérgica e forte sobre isso. Para mim é difícil acreditar que a mesma emissora que, dias antes, acatou a decisão de suas mulheres feministas contra um ator, ficará de mãos atadas numa agressão mais do que clara.

Outra coisa que espero é que a direção do Big Brother Brasil seja trocada para a próxima edição. A atual é extremamente banana, conivente e complacente com o que está acontecendo no momento.

Para um programa que precisa de uma mão forte, como era a de Boninho, e ainda mais depois dos acontecimentos deste fim de semana, é inadmissível que Rodrigo Dourado e equipe permaneçam no ano que vem.


Deixe sua opinião


Leia também