Pouca gente sabe, mas, nos anos 1980, Globo teve uma emissora na Europa



Perdoem o trocadilho, mas a Globo sempre foi uma emissora global, todos nós sabemos disso. Suas novelas invadem o mercado internacional e, atualmente, são consideradas as melhores do mundo.



A Globo Internacional, fundada em 1999, abrange mais de 130 países, atingindo uma audiência estimada em 5,5 milhões de pessoas. No entanto, nem tudo foi um grande sucesso nessa investida global.

Pouca gente sabe, mas, em 1985, a Globo comprou a Tele Monte Carlo (TMC), uma emissora localizada em Mônaco que alcançava todo o norte da Itália. Era uma vontade e um sonho de Roberto Marinho ter a sua própria emissora no velho continente, expandindo seus negócios e mostrando a força do grupo.

Marinho conseguiu 80% do canal, levando consigo uma dívida estimada em US$ 30 milhões, tudo para expandir o padrão Globo do outro lado do Atlântico: a primeira iniciativa foi melhorar os transmissores, levando aos telespectadores melhores som e imagem.

A emissora investiu no jornalismo e no esporte, seus pontos fortes, exibindo eventos esportivos que tinha direito, como a Copa do Mundo de 86 e a Formula 1. Os telejornais da TMC também "importaram" nosso estilo, colocando um jeito novo de se fazer jornal na Itália.

Embora parecesse uma tarefa fácil, era um jogo pesado para Roberto Marinho que, além da obrigação de saldar as dívidas, tinha que bater de frente com os sólidos canais locais, como a RAI e as emissoras de Silvio Berlusconi.





Os italianos foram conhecendo o visual da Globo, as vinhetas futurísticas e coloridas, criadas por Hans Donner e adaptadas especialmente para a TMC: a Itália recebia o Plim-Plim em alto e bom som e até o jingle "Um Novo Tempo" foi adaptado para a língua italiana.





A Copa de 1990, na Itália, teve o apoio da equipe de jornalismo da TMC.

A "ragazza" dos olhos de Roberto Marinho virou uma pedra no sapato, a dívida da Tele Monte Carlo aumentava e o prejuízo da Globo ainda mais, por isso, em 1994, a Globo devolveu a TMC e sonho europeu se desfez.

Mesmo com o fracasso, no mesmo ano, a Globo ajudou a criar a SIC, primeira rede de TV privada de Portugal. E sim, o visual da Globo imperou em solo português.

Entre erros e acertos, a Globo atingiu o mundo, fazendo parte dessa aldeia global.

FABIO MARCKEZINI é pesquisador e mantém o canal Arquivo Marckezini no YouTube. Ocupa este espaço às segundas







commentDeixe sua opinião
menu