Globo Repórter mostra paixão dos brasileiros por animais de estimação



O Globo Repórter dessa sexta-feira (17) mergulha no universo dos animais domésticos. No Brasil, eles já são mais de 130 milhões, entre cães, gatos, aves e peixes, além dos mais exóticos.

O País ocupa, atualmente, o quarto lugar no mundo em população total de animais de estimação. Pesquisas mostram que eles fazem dos donos pessoas mais ativas, otimistas, felizes e menos solitárias.



É o caso de Dona Ana, 98 anos, que superou a depressão depois que os filhos adotaram para ela o vira-lata Neguinho. Aos 90 anos, ela levou um tombo e fraturou o fêmur, o que a obrigou a deixar de cuidar da casa e do jardim que ela tanto adora, uma grande lembrança do marido. Dona Ana entrou em depressão e os filhos, preocupados, adotaram o cachorro, hoje seu grande companheiro. Dona Ana admite que não esperava que o cão pudesse mudar tanto a sua vida e que Neguinho só falta falar: "Ele diverte muito a gente".

A repórter Isabela Assumpção vai ao Ceará contar a história do menino Pedro e de Baruc, um cachorro da raça samoiedo, de origem russa, que enche a casa de alegria. Quando Baruc chegou, há dois anos, três buldogues franceses, uma calopsita e dois jubutis já animavam a casa. Nessa época, Pedro fazia um tratamento contra leucemia, estava isolado e não podia ter contato com outras crianças por conta da baixa imunidade. Foi quando pediu e ganhou o cachorro de presente dos pais. Porém, logo Pedro foi surpreendido pela maldade humana. Um dia, ao ver o portão aberto, o cachorro saiu de casa e foi furtado em um carro que passava pela rua naquele momento. Pedro fez um apelo na TV, a notícia se espalhou, as fotos viralizaram nas redes sociais e, dois dias depois, com a ajuda das câmeras de segurança da vizinhança, Baruc foi localizado.

Em Campo Grande, a repórter mostra uma iniciativa que está dando o que falar. Um professor de veterinária resolveu levar seus dois cães para a sala de aula, para atuar como assistentes em demonstrações sobre o comportamento animal. "Os alunos ficam mais motivados na presença dos cães, perguntam sobre cuidados, dieta, rotina", antecipa o professor. É de Diogo também a criação do projeto Cãoterapeuta. Com a ajuda de alunos voluntários, eles levam cães para visitar clínicas de idosos e hospitais infantis de Campo Grande, levando alegria para essas pessoas.

O programa conta ainda a história de um casal que, depois de se separar, divide a guarda compartilhada da cachorra Charlotte, a filha de quatro patas do casal. Ela continua morando com Gabriel, mas Liv, a ex-mulher, vai visitá-la e levá-la para passear todos os dias. "Você se separa do seu marido e dá para ele o seu filho? Ou o seu marido dá o filho dele pra você? Não, né? A solução é a guarda compartilhada", pondera Liv. "O casamento terminou, mas nós continuamos sendo amigos e temos a Charlotte em comum", conta Gabriel.

Tem também a história de Daniela, que decidiu jogar para o alto um bom emprego na indústria da moda para se dedicar à proteção dos animais. Hoje, ela mantém em casa cerca de 80 "filhos", entre cachorros, gatos e até um carneiro. Para sustentar essa família tão grande, trabalha para uma ONG de São Paulo e hospeda animais de pessoas que precisam viajar. "Eles nos mostram que precisamos de pouca coisa para ser feliz e nos ensinam a valorizar o que verdadeiramente importa", conta Daniela.

O Globo Repórter vai ao ar logo após A Lei do Amor.







commentDeixe sua opinião
menu