Ótimo como Léo Régis, Rafael Vitti se destaca em Rock Story



Ele foi uma grata revelação de Malhação Sonhos e conquistou o público interpretando o atrapalhado Pedro, que formou um casal de grande sucesso com a esquentadinha Karina (Isabella Santoni) em 2014.

Depois da bem-sucedida temporada escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, Rafael Vitti fez uma participação no quadro Não se apega, não, do Fantástico (2015), e esteve na primeira fase de Velho Chico (2016), vivendo o vilão Carlos Eduardo. Agora, em Rock Story, o ator brilha na pele do mimado Léo Régis, fazendo jus ao destaque que tem na trama de Maria Helena Nascimento.



O personagem é uma ótima crítica da autora a todos esses artistas adolescentes que surgem sem nenhuma bagagem, se deslumbrando rapidamente com a fama e o sucesso. Léo Régis é um ícone pop que começou a se destacar na mídia quando lançou a música "Sonha Comigo", canção escrita por Gui Santiago (Vladimir Brichta), que o acusa publicamente de roubo. O rapaz nunca se importou com as acusações do rival e sempre faz questão de provocá-lo, aumentando o ódio entre os dois. Para culminar, ele ainda se envolveu com Diana (Alinne Moraes), ex-esposa de Gui.

O cantor também é superprotegido pela mãe, a controladora Néia (Ana Beatriz Nogueira), e sua relação com a irmã Yasmin (Marina Moschen) ficou estremecida quando soube que a garota está namorando Zac (Nicolas Prattes), filho de Gui e um dos integrantes da 4.4, banda que passou a rivalizar no mercado musical com ele.

O papel é bem interessante e um dos melhores da novela, mesclando momentos de humor com outros que expõem a imaturidade e falta de caráter do astro. As cenas sempre favorecem o talento do intérprete, que tem dado conta do recado.

Rafael soube compor um tipo que desperta simpatia e raiva dependendo da situação, valorizando a dubiedade do personagem. Embora seja mimado e muitas vezes transborde arrogância, o ídolo adolescente tem um lado infantil e até ingênuo que sobressai quando está com a mãe e ficava mais evidente na época que estava com Diana, não escondendo a sua paixão por ela. O ator aproveita bem essas nuances do papel e vem protagonizando ótimas sequências, principalmente agora que o filho de Néia incorporou um lado vilão desde que foi abandonado pela noiva no altar.

O menino arrogante e até engraçado de antes, agora virou uma pessoa vingativa e invejosa, fazendo de tudo para atingir a ex, a banda 4.4, e o rival, contando com o apoio do vilão Lázaro (João Vicente de Castro). Rafael Vitti vem conseguindo migrar para um lado mais 'sombrio' com competência, convencendo nas cenas e fazendo boas parcerias cênicas.

Ele e Ana Beatriz Nogueira, por exemplo, estão perfeitos juntos, principalmente na atual fase, com mãe e filho unidos para uma vingança contra Diana, cujo maior objetivo é falir a gravadora Som Discos. A experiente atriz diverte com a sua descompensada Néia e tem uma sintonia evidente com o colega novato.

O intérprete também protagoniza bons momentos ao lado de Marina Moschen, Vladimir Brichta e Alinne Moraes, além de conseguir passar veracidade nas cenas em que Léo está no palco fazendo seus shows, para o delírio das adolescentes ensandecidas. Rafael realmente parece aqueles ídolos 'teens' que fazem um imenso sucesso, mas cujo talento é bastante questionável.

O papel caiu como uma luva para ele, que não é cantor profissional. Isso porque, inicialmente, o cantor seria do talentoso Chay Suede, que também canta, mas não aceitou para não ficar estigmatizado (afinal, também cantou em Rebelde, da Record). Ou seja, o objetivo do personagem não seria atingido caso fosse vivido por um rapaz que realmente canta. Há 'males' que vêm para o bem mesmo.



A atual fase de Léo, que vazou fotos íntimas de Diana para se vingar, vem abordando o machismo com propriedade e o personagem se afunda ainda mais ao beijar uma menina que estava fazendo topless na praia, alegando que quem faz isso é 'porque está querendo'. Todo o contexto, guardadas as devidas proporções, lembra o caso real envolvendo o cantor Biel, acusado de ter assediado uma jornalista. A autora merece elogios pela abordagem e o intérprete vem convencendo, mostrando uma nova faceta.

Rafael Vitti está muito bem em Rock Story e vale ressaltar que sua composição em nada lembra o Pedro, de "Malhação". O ator incorporou Léo Régis com profissionalismo e vem se destacando merecidamente na atual novela das sete, fazendo do mimado ídolo pop um dos mais atrativos perfis da história dirigida por Maria de Médicis e Dennis Carvalho.

SÉRGIO SANTOS é apaixonado por televisão e está sempre de olho nos detalhes, como pode ser visto em seu blog. Contatos podem ser feitos pelo Twitter ou pelo Facebook. Ocupa este espaço às terças e quintas

Leia também: Redonda e diferente, Rock Story é a melhor novela dos últimos anos







commentDeixe sua opinião
menu