Record, RedeTV! e SBT definem líder de joint-venture que negociará sinais de TV paga



A joint-venture Simba, sociedade feita por Record, RedeTV! e SBT para negociar o sinal de TV por assinatura, anunciou o seu presidente no início da tarde desta segunda-feira (13).



Trata-se de Marco Gonçalves, executivo com experiência no mercado financeiro, tendo trabalhado no banco BTG Patcual, ABN Amro Bank, Deutsche Bank e BNP Paribas.

Segundo o comunicado da Simba, a ideia é que Gonçalves seja o homem por trás das negociações com as emissoras de TV paga que estejam interessadas em exibir os conteúdos das três emissoras.

O Simba existe desde 2015, mas apenas em maio do ano passado seu funcionamento foi aprovado pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). O funcionamento pleno começou no início deste ano.

A união já rende frutos impressionantes. Em fevereiro, Ratinho, Rodrigo Faro e Luciana Gimenez, três das maiores estrelas das emissoras da joint-venture, para anunciar o fim da TV analógica em comerciais.

A Simba surgiu na necessidade dos canais de cobrarem pelo seu sinal na TV por assinatura. Segundo elas, a Globo recebe dinheiro pelo seu sinal e todas as outras não conseguem um centavo das maiores operadoras do Brasil.

A expectativa é que cerca de R$ 280 milhões, apenas com as assinaturas, cheguem aos cofres do canal por conta do Simba, se todo o plano pretendido for seguido à risca.

Esse dinheiro deve ser aplicado na produção de conteúdo. Elo mais fraco da corda, a RedeTV! espera que essa joint-venture ajude o canal a diminuir os horários vendidos em sua grade - hoje em mais de 50% no total.







commentDeixe sua opinião
menu