Personagem mais decepcionante do BBB 17, Roberta precisa sair no paredão desta terça



Quando foram divulgados os participantes do Big Brother Brasil 17, o maior furor das redes sociais e das ruas foram em relação a Roberta, paulista que parecia não levar desaforo para casa.



Muita gente tachou a garota de favorita, de campeã moral, dentre outas coisas. Depois do comportamento na primeira semana, então, o favoritismo só aumentou, e de forma impressionante até.

O problema foi que o tempo passou, os dias e as semanas foram se findando e Roberta nunca justificou esse favoritismo. Mais faladora do que tudo - e já diria o ditado que falador passa mal, Roberta foi extremamente incoerente com o que dizia e agia.

Amiga de Emilly em mais da metade do jogo, não hesitou em votar nela quando teve chance. Além disso, deu uma das desculpas mais absurdas da história do programa para indicar Marinalva para o paredão quando teve este poder no jogo.

"Eu tenho certeza que ela voltará" é a coisa mais imperdoável quando se trata de um jogo e um reality show com o Big Brother Brasil. É quase como jogar o maior poder da história no lixo.

Desde que entrou também, Roberta sempre fala que "vai para o combate" ou "vai enfrentar" Emilly, que, do nada, virou sua principal oponente no programa, mas até hoje isso não aconteceu.

Por mais prometer do cumprir, Roberta merece demais sair neste paredão triplo. Emilly, como já disse em textos anteriores, não é uma pessoa excelente e está longe de merecer vencer o jogo, mas mantém o programa vivo.

Ieda é uma planta, é verdade, mas Roberta não está na mira dos confinados. E é aquilo: quando uma pessoa que decepciona vai para o paredão, é eliminação para ontem. No caso de Roberta, isso precisa ser feito.

Concordo também com o meu colega Sérgio Santos, que fez um texto perfeito sobre a edição do BBB 17. É um programa sem lealdade com o telespectador. E voltar a ter lealdade nessa altura do campeonato é difícil.

O único porém é que o jogo segue, e precisa seguir até o mês de abril. E ainda tem a Elettra para entrar. Quem sabe o programa não revive - ou nasce, porque parece jamais ter começado - com a entrada da italiana e a saída de Roberta?

A ver como será.

Leia também: Família de Rômulo, do BBB 17, processa Catraca Livre por injúria e difamação


Deixe sua opinião



Leia também

Novelas

Por onde anda Cecília Dassi, a Sandrinha de Por Amor

A garotinha Sandrinha conquistou o Brasil na primeira exibição de Por Amor, exibida entre 1997 e 1998 pela Rede Globo. Cecília Dassi, tinha apenas sete anos quando interpretou a personagem. Depois disso, ainda atuou em diversos papeis na Rede Globo, mas abandou a carreira na televisão