Quem é o cantor que se elegeu vereador e fez o SBT vencer Sol Nascente na Bahia


Anderson Machado de Jesus. Esse é o nome de um dos maiores fenômenos populares do Nordeste na atualidade, não falando apenas de música, mas também de televisão.



Anderson nada mais é do que Igor Kannário, cantor de pagode que leva, desde 2015, quase 1 milhão de pessoas para a famosa Pipoca do Kannário. Um sucesso estrondoso na Bahia, mas, fora dela, quase desconhecido.

Foi na transmissão do bloco da Pipoca do Kannário, que a TV Aratu, afiliada do SBT na Bahia, conseguiu um feito histórico: na segunda de Carnaval, dia 27 de fevereiro, venceu a novela Sol Nascente, exibida no horário das 18 horas.

A TV Aratu alcançou pico de 16 pontos de audiência, contra 14 da TV Bahia, afiliada da Globo no horário. Nunca, na história, a TV Aratu havia vencido uma novela da Globo desde que passou a retransmitir o sinal do SBT, em 1997.

O "príncipe do Guetto", como é conhecido, não é um fenômeno à toa. Na televisão, basta uma aparição sua para a audiência subir. Num episódio presenciado por este repórter, em 2016, ele subiu a audiência do programa Universo Axé, que vai ao ar na faixa das 14 horas na TV Aratu, de 4 pontos para 13 pontos em menos de 30 minutos.

Kannário começou a carreira aos oito anos. Com essa idade, tocava bateria e era backing vocal na banda Eclipse do Samba. O vocalista da banda acabou brigando com o produtor e Igor tomou o microfone principal pela primeira vez.

Depois do Eclipse do Samba, Kannário passou pelas bandas Coisas do Samba, Patrulha do Samba e Swing do P. Nessa última, conseguiu certo destaque no cenário pagodeiro baiano.

Porém, foi mesmo em 2009 que chegou à fama, com a criação da banda A Bronkka. Nela, alcançou o estrelato da periferia e virou figurinha fácil nos programas populares do Estado.

E suas aparições não eram por acaso. Bastava Kannário aparecer no ar que os números de audiência sempre dispararam. Porém, nem tudo são flores na relação de Kannário com os canais.

Com a TV Aratu/SBT, Kannário mantém uma relação de cordialidade e amor. "Vocês estiveram comigo nos bons e nos maus momentos, e eu agradeço bastante por todo o espaço que vocês me dão", disse Kannário em frente ao praticável da emissora, durante a sua apresentação no Carnaval deste ano.

Além disso, Kannário também é amigo pessoal do apresentador Alex Lopes, do Universo Axé, com quem sempre posta fotos e se mostra amigo de verdade.

Com as outras TVs, a relação é bem mais conturbada. Em 2016, Kannário discutiu com a TV Bahia durante a passagem do seu trio elétrico naquele ano. A discussão ocorreu após a mesma censurar seu nome na entrevista de Caetano Veloso, que ele considerou "absurdo".

O seu maior desafeto na imprensa é José Eduardo, o Bocão, apresentador da versão baiana do Balanço Geral, que é líder de audiência no horário do almoço em Salvador.

Desde sempre, os dois trocam farpas públicas. Neste ano, não foi diferente. Ao passar pelo praticável da RecordTV, Kannário disse que José Eduardo que "o pinta de qualquer coisa".



"Eu sei muito bem que José Eduardo não gosta de mim, ele não é o meu amigo. Então, queria pedir para o meu povo aqui para quando estiver passando José Eduardo, desligue a televisão, porque ele não gosta de mim. A Record não tem nada a ver, mas ele usa o poder dele para me esculhambar. Isso não é para a Record, é para José Eduardo, na manha", disse ele.

O poder de Kannário é tão grande que ele, hoje, é vereador eleito por Salvador. No ano passado, se candidatou pelo nanico PHS e teve impressionantes 11 mil votos. Recentemente, criticou a Câmara de Vereadores, mas se desculpou após a polêmica. Por isso, acabou sendo criticado por José Eduardo: "Deu uma bela de uma pipocada".

Muitos apostam que, em breve, Kannário pode ganhar um programa de TV, tamanha sua popularidade. Por enquanto, ele segue fazendo a festa das emissoras locais de Salvador que apostam nele, pelo menos no Ibope.


Deixe sua opinião


Leia também