6 de janeiro na história da TV: em 1984, último capítulo de Guerra dos Sexos


Confira os destaques do dia 6 de janeiro na história da televisão brasileira:

No dia 6 de janeiro de 1969, terminava a novela A Gata de Vison (Globo).

Trama das 21h30, escrita por Glória Magadan e dirigida por Daniel Filho, trazia em seu elenco nomes como Tarcísio Meira e Yoná Magalhães - enquanto os habituais parceiros de ambos, Glória Menezes e Carlos Alberto, protagonizavam Passo dos Ventos, às 19h. Tarcísio, contudo, não foi até o fim. Pediu para sair após Magadan, apaixonada por Geraldo Del Rey (o vilão), fazer do ator o seu protagonista.



No dia 6 de janeiro de 1970, terminava o programa Alianças para o Sucesso (Record).

A competição trazia três casais respondendo perguntas e tentando adivinhar as respostas de seus parceiros.

No dia 6 de janeiro de 1972, estreava o humorístico Uau, a Companhia (Globo).

Atração que trazia números de dança e esquetes de humor. Abordava o cotidiano de uma fictícia companhia teatral, que, a cada semana, se debruçava sobre um tema específico. 'Uau' contou com participações de humoristas como Chico Anysio, Jô Soares e Ziraldo; no elenco fixo, Agildo Ribeiro, Paulo Silvino, Lúcio Mauro, Sônia Mamede, Luiz Carlos Miele, Paulo Araújo, Berta Loran e Milton Carneiro (foto).



No dia 6 de janeiro de 1973, estreava o programa Só o Amor Constrói (Globo).

Exibido durante poucos meses, o programa homenageava personalidades famosas e anônimas, recordando fatos de suas trajetórias. Na estreia, a trajetória de Francisco Cuoco, então protagonista da novela das 20h, Selva de Pedra. Só o Amor Constrói ocupou as noites de domingo, na transição entre as atrações de Chacrinha, recém-saído da emissora, e o Fantástico, revista eletrônica no ar até hoje.

No dia 6 de janeiro de 1975, estreava a novela Escalada (Globo).

Trama de Lauro César Muniz, contava a trajetória do empresário Antônio Dias (Tarcísio Meira), desde seu início como lavrador até a ascensão social, com a construção de Brasília. Em seu caminho, duas mulheres: Marina (Renée de Vielmond) e Cândida (Susana Vieira). Também no elenco Cecil Thiré, Leonardo Villar, Milton Moraes, Nathalia Timberg, Ney Latorraca, Sandra Bréa, Sérgio Britto e Zanoni Ferrite.



No dia 6 de janeiro de 1980, estreava o jornalístico Globo Rural (Globo).

Tradicional atração da emissora, que traz as principais novidades do mundo da agricultura e da agropecuária. Carlos Nascimento foi o primeiro apresentador; passaram pelo programa nomes como William Bonner, Priscila Brandão, Evaristo Costa e os ainda titulares Helen Martins, Nelson Araújo e Vico Iasi. Contou com uma versão diária, de 2000 a 2014, que abria a programação da emissora.



No dia 6 de janeiro de 1984, terminava a primeira versão da novela Guerra dos Sexos (Globo).

Escrita por Sílvio de Abreu, trazia a rivalidade a respeito de uma herança entre os primos Charlô e Otávio, vividos por Fernanda Montenegro e Paulo Autran. A batalha, que opunha homes e mulheres, era dominada pelo humor pastelão. Assim, a trama - que contava ainda com Glória Menezes, Tarcísio Meira, Lucélia Santos, Mário Gomes, Maitê Proença e Yara Amaral - tornou-se um marco do horário das 19h.



No dia 6 de janeiro de 1986, estreava a reapresentação de Feijão Maravilha (1979) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

O enredo, que homenageava as chanchadas da Atlântida, foi resgatado para a faixa de reprises vespertina no embalo do sucesso de outras produções cômicas das 19h - especialmente Jogo da Vida (1981). Os 125 capítulos originais foram reduzidos para 65. No elenco, Lucélia Santos, Stepan Nercessian, Maria Cláudia; estrelas do cinema como Eliana Macedo, Grande Otelo, Ivon Cury, José Lewgoy, Mara Rúbia.



No dia 6 de janeiro de 1989, terminava a novela Vale Tudo (Globo).

De autoria de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères, a novela mostrava a vida da honesta Raquel (Regina Duarte), em contraponto à filha, Maria de Fátima (Glória Pires), que fazia de tudo para subir na vida. A trama ainda teve outros personagens antológicos, como Odete Roitman (Beatriz Segall); o mistério acerca de sua morte dominou o último capítulo. Umas das produções de maior êxito das 20h!



No dia 6 de janeiro de 1989, terminava a novela Olho por Olho (Manchete).

Escrita por José Louzeiro e Geraldo Carneiro, a trama trazia o submundo do crime no Rio de Janeiro e tinha em seu elenco nomes como Geórgia Gomide, Alexandre Frota, Caíque Ferreira, Herson Capri, Flávio Galvão, Mário Gomes e Renée de Vielmond. Destaque para Beth Goulart, como a prostituta Paula, grande amiga de Dinorá, personagem defendida pela travesti Cláudia Celeste.



No dia 6 de janeiro de 1992, estreava a novela Pedra Sobre Pedra (Globo).

Com autoria de Aguinaldo Silva, Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares, a obra tratava da rivalidade entre duas famílias no sertão nordestino. No casting, nomes como Lima Duarte, Renata Sorrah, Maurício Mattar e Adriana Esteves. Marcaram época figuras pitorescas como Jorge Tadeu (Fábio Jr.), que voltava à vida por meio de uma flor comestível, e Sérgio Cabeleireira (Osmar Prado), arrebatado pela lua.



No dia 6 de janeiro de 1999, estreava o humorístico O Belo e as Feras (Globo).

Semanalmente, Chico Anysio protagonizava uma nova história - quase sempre centrada no cotidiano de uma família - ao lado de uma atriz convidada. Passaram pela sitcom nomes como Cláudia Ohana, Eloísa Mafalda, Eva Todor, Fernanda Montenegro, Nívea Maria, Regina Duarte e Vera Fischer (foto). Foi o retorno de Chico à televisão, após uma ausência de três anos.



No dia 6 de janeiro de 2004, há 13 anos, estreava a minissérie Um Só Coração (Globo).

Escrita por Alcides Nogueira e Maria Adelaide Amaral, a história prestava uma homenagem aos 450 anos da cidade de São Paulo. À frente do elenco, Ana Paula Arósio, Erik Marmo e Edson Celulari. Grandes momentos de Betty Gofman, Eliane Giardini, José Rubens Chachá, Pascoal da Conceição e Ranieri Gonzales como os modernistas Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Menotti Del Picchia.



No dia 6 de janeiro de 2012, estreava a série Acampamento de Férias III - O Mistério da Ilha do Corsário (Globo).

No ar às 17h30, de segunda-feira a sexta-feira, esta produção de cinco capítulos protagonizada por Renato Aragão e sua filha, Lívian, narrava a busca de colegas de acampamento pela coroa encantada de um rei de Portugal, perdida aqui no Brasil na época das cruzadas. No elenco, Débora Nascimento, Flávio Tolezani, Henri Castelli, Odilon Wagner, Paulo Miklos e Vanessa Lóes.



No dia 6 de janeiro de 2014, estreava a minissérie Amores Roubados (Globo).

Escrita por Flávio Araújo, George Moura, Sérgio Goldenberg e Teresa Frota - com base na obra de Carneiro Vilela - Amores Roubadas mostrava uma conturbada história de amor no interior de Pernambuco: Leandro (Cauã Reymond) se envolvia com a amiga, a esposa e a filha de seu patrão Jaime (Murilo Benício): Celeste (Dira Paes), Isabel (Patrícia Pillar) e Antônia (Isis Valverde) - sua verdadeira paixão.



No dia 6 de janeiro de 2014, estreava o programa Sabe ou não Sabe (Band).

No game show, André Vasco desafia pessoas nas ruas do país, fazendo perguntas sobre diversos assuntos. As respostas certas valiam prêmios em dinheiro; o competidor contava com o auxílio de populares ou amigos e familiares, via telefone celular. Formato original adaptado pela Band, Sabe ou Não Sabe contou com um similar no SBT: o quadro Patrícia Tá na Rua, com Patrícia Abravanel.



No dia 6 de janeiro de 2017, terminava a minissérie Aldo, Mais Forte Que O Mundo (Globo).

Assim como fez com outros longas-metragens produzidos em parceria com a Globo Filmes, a emissora de TV reeditou esta película de Afonso Poyart, que reconta a trajetória do lutador de MMA José Aldo - vivido na ficção por José Loreto - para o formato de minissérie. A produção, que fora dividida em quatro capítulos, trazia ainda Cleo Pires, Cláudia Ohana, Jackson Antunes, Milhem Cortaz e Rafinha Bastos.



Leia também