5 de janeiro na história da TV: em 2009, a estreia de Maysa - Quando Fala o Coração


Confira os destaques do dia 5 de janeiro na história da televisão brasileira:

No dia 5 de janeiro de 1973, estreava o humorístico Chico City (Globo).

Neste clássico, Chico Anysio interpretava todos os personagens criados por ele até então, reunidos na fictícia Chico City, uma espécie de "mundo diminuído" - nas palavras do humorista - que reproduzia os acontecimentos da "vida real". Ao longo de sua trajetória, contou com quadros como TV Chico City e Chicópolis, distrito vizinho, separado do lugarejo por uma jaqueira.



No dia 5 de janeiro de 1975, terminava o programa infantil Minicarros (Globo).

Atração destinada aos pequenos; como principal função, a informação acerca das noções de trânsito. Veiculado aos domingos, 9h30, Minicarros contava com quadros sobre competições esportivas de automobilismo, como kart e Fórmula 1.

No dia 5 de janeiro de 1986, estreava o programa Mixto Quente (Globo).

O sucesso da primeira edição do Rock in Rio, realizada no ano anterior, determinou a criação deste especial. O programa trazia shows ao ar livre - gravados nas praias cariocas do Pepino e da Macumba - e contou com nomes como Caetano Veloso, Gal Costa, Lulu Santos e Rita Lee. Mas o destaque ficou mesmo por conta de bandas como Barão Vermelho (foto), Camisa de Vênus, RPM e Ultraje a Rigor.



No dia 5 de janeiro de 1999, estreava a minissérie O Auto da Compadecida (Globo).

Adaptação da obra homônima de Ariano Suassuna, com Matheus Nachtergaele, Selton Mello e Fernanda Montenegro. As confusões de João Grilo (Matheus) e Chicó (Selton) conduziam a narrativa; isso até a chegada do cangaceiro Severino (Marco Nanini), que praticamente dizima a população do local onde os dois trambiqueiros moram. No céu, João Grilo recorre a Compadecida (Montenegro) e volta à vida.



No dia 5 de janeiro de 2008, terminava a segunda versão do programa Viva a Noite (SBT).

Durou menos de um ano a reedição do programa consagrado por Gugu Liberato nos anos 1980. Neste "remake", a atração foi comandada pela cantora baiana Gilmelândia. Gugu, aliás, participou como convidado de estreia! O cantor Supla e o socialite Bruno Chateaubriand atuavam como repórteres. Sem êxito, Viva a Noite "versão 2007" fora remanejado, da faixa das 23h para 17h30, antes de sua extinção.



No dia 5 de janeiro de 2009, estreava a série A Lei e o Crime (Record).

Seriado policial que trazia no elenco nomes como Ângelo Paes Leme, Francisca Queiroz e Caio Junqueira. O enredo de Marcílio Moraes partia do assassinato de Reinaldo (Roberto Frota) pelo próprio genro, Nando (Ângelo), também responsável pela morte do pai de Catarina (Francisca). Nando ascende no mundo do crime, mesmo tendo a delegada e o cunhado, Romero (Caio), em seu encalço.



No dia 5 de janeiro de 2009, estreava a minissérie Maysa - Quando Fala o Coração (Globo).

O roteiro de Manoel Carlos acompanhou três fases da vida da cantora Maysa, defendida pela estreante Larissa Maciel. A produção foi dirigida por Jayme Monjardim, filho da estrela da música, interpretado, na minissérie, por seu primogênito Jayme Matarazzo. Quem também se destacou aqui foi Mateus Solano, que acabou promovido a galã da novela Viver a Vida (2009), às 20h, também de Maneco.



No dia 5 de janeiro de 2011, estreava o programa Se Ela Dança, Eu Danço (SBT).

Apresentada por Ligia Mendes e Beto Marden, esta competição buscava revelar talentos do mundo da dança. Os jurados João Wlamir, Jarbas Homem de Mello e Lola Melnick respondiam pela seleção e avaliação de bailarinos, em audições por todo o país. O título foi alvo de uma ação judicial, movida por MC Leozinho, intérprete de uma música de mesmo nome.



No dia 5 de janeiro de 2014, estreava a primeira temporada do programa Sai do Chão! (Globo).

Lançado como especial de verão, o Sai do Chão! turbinou a audiência dos domingos da Globo ao levar para o palco nomes em evidência no cenário musical. Através de VTs e da seleção de repertório, contava-se a trajetória dos ídolos em questão. Nesta primeira temporada, participaram Thiaguinho, Paula Fernandes, Naldo Benny, Anitta, Luan Santana e Jorge & Mateus (na foto com Daniel).


Deixe sua opinião


Leia também