14 de dezembro na história da TV: em 1996, terminava Chico Total


Confira os destaques do dia 13 de dezembro na história da televisão brasileira:

No dia 14 de dezembro de 1964, estreava a novela Gutierritos, o Drama dos Humildes (Tupi).

Trama de Walter George Durst, baseada no original mexicano de Stela Calderón, centrada nos conflitos de Gutierritos (Lima Duarte). Sempre perseguido por familiares, colegas de trabalho e "amigos", Gutierritos decide escrever anonimamente para um jornal, realizando-se pessoalmente. No elenco, Débora Duarte, Geórgia Gomide, Juca de Oliveira, Rolando Boldrin e Wanda Kosmo, também diretora - que substituiu Laura Cardoso, adoentada.

No dia 14 de dezembro de 1971, terminava a novela Os Deuses Estão Mortos (Record).

Várias famílias em luta pelo poder econômico de uma localidade, Ouro Negro, envolvendo-se a favor ou contra da abolição da escravidão e da iminência da República, nos fins do século XIX. De autoria de Lauro César Muniz, Os Deuses Estão Mortos representou o maior sucesso da Record nesta fase, rendendo inclusive uma continuação, Quarenta Anos Depois. Em cena, Fúlvio Stefanini, Jonas Mello, Laura Cardoso, Lia de Aguiar, Márcia Maria, Maria Estela e Rolando Boldrin.



No dia 14 de dezembro de 1971, terminava a novela Pingo de Gente (Record).

A novela mostrava o drama da órfã Ana Maria (Elisa D'Agostino), mais conhecida como Pingo de Gente - ela foge do orfanato em que vivia, encontrando o auxílio do camelô João (Zanoni Ferrite), que se envolve com Marta (Célia Helena), mãe de Aninha. Em 1978, a trama de Raimundo Lopes foi adaptada pela Televisa como Gotita de Gente, obra que fez imenso sucesso no México. Em 1998, a emissora fez um remake, exibido em 2001 pelo SBT como Gotinha de Amor.



No dia 14 de dezembro de 1996, terminava a segunda versão do humorístico Chico Total (Globo).

Exibido apenas naquele ano, o programa ocupava as noites de sábado e trazia o humorista revivendo tipos clássicos de sua carreira. Cada episódio começava com um número de balé, seguido de um monólogo de Chico Anysio. Nomes como Alexandra Richter, Heloísa Perissé, Ingrid Guimarães e Leandro Hassum integravam o elenco de apoio. O programa não foi renovado para o ano seguinte por conta de uma paralisia labial que afetou o humorista.



No dia 14 de dezembro de 1998, estreava a primeira versão da minissérie A História de Ester (Record).

Escrita por Yves Dumont, a trama integrou a programação especial de fim de ano da Record. Era a história de amor de Ester (Daniela Camargo) e Assuero (Giuseppe Oristânio); em 2010, numa segunda adaptação, Gabriela Durlo e Marcos Pitombo responderam pelos protagonistas. Abrahão Farc, Alexia Deschamps, Ernando Tiago, Esther Góes, Fabiana Alvarez, Renato Borghi, Roberto Frota, Serafim Gonzales, Sônia Lima e Virgínia Nowick também integraram a produção.


Deixe sua opinião


Leia também