8 de dezembro na história da TV: em 2008, a estreia de Revelação



No dia 8 de dezembro de 1967, terminava a novela A Moça do Sobrado Grande (Band).

Produzida pela TV Jornal do Commercio, afiliada da Band em Pernambuco, e veiculada primeiro em Recife. Em São Paulo, veiculada de julho a dezembro às 20h, a trama passou em brancas nuvens. Talvez por conta do regionalismo do enredo, que destacava a história do estado onde foi gravada.

No dia 8 de dezembro de 1969, estreava a novela João Juca Jr. (Tupi).

Escrita por Sylvan Paezzo, a novela tinha em seu elenco nomes como Plínio Marcos, Joana Fomm e Débora Duarte. Plínio vivia o detetive João Juca Jr, que, em seu desejo de se tornar um homem de lei, acabava se metendo com o cientista Dr. Khan (Perry Salles), doido por poder e fortuna. Lançada às 22h, a trama foi remanejada para 18h30, mudando o tom: saiu o espírito moderno; entrou a aventura infanto-juvenil.



No dia 8 de dezembro de 1973, estreava o programa esportivo Esporte Espetacular (Globo).

O programa, um dos mais antigos da televisão brasileira a seguir no ar, teve duas fases. A inicial se encerrou em 1983 e a atual foi iniciada em 1987. Em sua apresentação, passaram nomes como Luciano do Valle, Fernando Vannucci, Léo Batista, Mylena Ciribelli, Tino Marcos e Glenda Kozlowski. Já foi apresentado nas noites de domingo, após o Fantástico; tardes de sábado, antes das transmissões do futebol; e manhãs de domingo, onde segue até hoje.



No dia 8 de dezembro de 1988, terminava a série Armação Ilimitada (Globo).

A série trazia Kadu Moliterno e André de Biase na pele de Juba e Lula, jovens que se envolviam em diversas aventuras na cidade do Rio de Janeiro. Os dois dividem a namorada, a jornalista Zelda Scott (Andréa Beltrão), e a "paternidade" do menino Bacana (Jonas Torres). De linguagem visual e edição inovadora, Armação Ilimitada marcou época nos anos 80. A série está em reexibição no VIVA, aos sábados, 17h15.



No dia 8 de dezembro de 1992, terminava o humorístico TV Pirata (Globo).

A atração entrou para a história da TV brasileira por satirizar a grade de programação e as estrelas do veículo. Lançado em 1988, para suprir a ausência de Jô Soares da linha de shows da Globo, o TV Pirata foi extinto em 1990 e reeditado dois anos depois, contando com Antonio Calloni, Marisa Orth e Otávio Augusto; do elenco original, Cláudia Raia, Débora Bloch, Guilherme Karan e Pedro Paulo Rangel.



No dia 8 de dezembro de 1995, terminava o programa Melhor de Todos (Band).

O game show era dirigido e ancorado por Daniel Filho, consagrado como diretor de novelas na Globo. Melhor de Todos, que testava participantes em uma competição de conhecimentos gerais, ficou pouco mais de um ano no ar. Quando a atração chegou ao fim, o ator Cassiano Ricardo era quem respondia pela apresentação.



No dia 8 de dezembro de 2000, terminava a reapresentação de A Próxima Vítima (1995) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

A trama de mistério e suspense, desenvolvida por Silvio de Abreu - que mobiliza as irmãs Ferreto e o triângulo amoroso Marcelo (José Wilker) - Ana (Susana Vieira) - Juca (Tony Ramos) - foi a primeira a apresentar cenas inéditas no Vale a Pena Ver de Novo. No caso, a da revelação do assassino em série: a versão com Adalberto (Cecil Thiré) foi substituída por um desfecho com Ulisses (Otávio Augusto).



No dia 8 de dezembro de 2003, estreava a série Contos da Meia-Noite (Cultura).

O programa trazia montagens de contos, sempre inspirados em obras de autores consagrados da literatura nacional - de Machado de Assis a Clarice Lispector. As peças eram encenadas com auxílio de projeções e poucos recursos cênicos e de figurino. Participaram atores como Beth Goulart, Giulia Gam e Marília Pêra.



No dia 8 de dezembro de 2008, estreava a novela Revelação (SBT).

Ambientada na fictícia cidade de Tirânia, a trama contava a história de Lucas (Sérgio Abreu) e Vitória (Tainá Müller), jovens que lutavam para ficarem juntos em meio aos mistérios que os rondam e as intrigas de Fausto Maia (Marcelo Saback) e George Castelli (Flávio Galvão). Se destacou por ser a primeira novela de Íris Abravanel, esposa de Silvio Santos, depois responsável pelas tramas infantis do canal.



No dia 8 de dezembro de 2009, estreava a minissérie Cinquentinha (Globo).

O texto de Aguinaldo Silva mostrava o cotidiano e as dificuldades de mulheres na meia idade, contando com Susana Vieira, Marília Gabriela e Betty Lago como protagonistas. As personagens das três - Lara, Mariana e Rejane - se veem em uma disputa pela fortuna de Daniel (José Wilker), que fora casado com as três, em momentos diferentes. Em 2011, Lara Romero, ganhou seu spin-off, Lara com Z.



No dia 8 de dezembro de 2013, estreava o humorístico Divertics (Globo).

Este programa, do núcleo de Jorge Fernando, trazia diversas esquetes de humor sobre temas do dia-a-dia. Apesar do bom elenco - Luiz Fernando Guimarães, Maria Clara Gueiros e Leandro Hassum - e do esmero da produção, Divertics não passou da primeira temporada. A cada quadro, bailarinos, contorcionistas e contrarregras se encarregavam da troca de cenários, embalados por um DJ e uma banca de rock.



No dia 8 de dezembro de 2015, terminava o reality show A Fazenda 8 (Record).

Primeira temporada sob o comando de Roberto Justus, que substituiu Britto Júnior. O reality contava com Mara Maravilha, Ovelha, Thiago Servo, Amaral, Rayanne Morais e Ana Paula Minerato entre os participantes. A competição foi vencida pelo ator Douglas Sampaio. Durante o confinamento, Douglas e Rayanne se envolveram afetivamente.

Leia também: 7 de dezembro na história da TV: em 2001, último capítulo de A Gata Comeu em Vale a Pena Ver de Novo

Leia também: 6 de dezembro na história da TV: em 2004, estreava Esmeralda




commentDeixe sua opinião
menu