22 de novembro na história da TV: em 1988, estreava Abolição



Confira os destaques do dia 22 de novembro na história da televisão brasileira:

No dia 22 de novembro de 1975, terminava a reapresentação de Selva de Pedra (1972) às 20h (Globo).

Este clássico de Janete Clair, que chegou a 100% de audiência em sua exibição original, foi escalado para cobrir o buraco no horário das 20h, após Escalada - no ar de janeiro a agosto de 1975. A Globo planejava repaginar a faixa com Roque Santeiro, de Dias Gomes, mas a censura do Regime Militar impediu a veiculação da novela na noite de estreia. Coube a Janete preparar a substituta, enquanto a trama de Cristiano Vilhena (Francisco Cuoco) e Simone Marques (Regina Duarte) cumpria tabela.



No dia 22 de novembro de 1988, estreava a minissérie Abolição (Globo).

Minissérie de Wilson Aguiar Filho que foi produzida pela emissora em comemoração ao centenário do fim da escravatura no Brasil. Tereza Rachel viveu a Princesa Isabel e Ângela Corrêa interpretou a escrava Iná Inerã, apaixonada pelo alforriado Lucas (Luiz Antonio Pillar), jornalista. No último capítulo, enquanto a Princesa assina a Lei Áurea, Iná empreende uma fuga. Mas acaba alvejada por Osvaldo (Emiliano Queiróz), braço-direito do senhor de escravo Macedo Tavares (Milton Moraes).



No dia 22 de novembro de 1996, terminava a reapresentação de Meu Bem, Meu Mal (1990) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

A novela já era velhinha para os padrões do Vale a Pena Ver de Novo quando foi anunciada como substituta de Despedida de Solteiro (1992). Meu Bem, Meu Mal era centrada nos conflitos de Dom Lázaro Venturini (Lima Duarte), que rechaçava o sócio Ricardo (José Mayer), sem saber que sua nora, Isadora (Sílvia Pfeifer), era cúmplice e amante dele. Os 173 capítulos originais foram condensados em 75 - o tempo de exibição, contudo, foi ampliado; a novela chegou a ficar no ar de 14h15 às 16h15.



No dia 22 de novembro de 2004, estreava a novela Como uma Onda (Globo).

Novela de Walther Negrão, voltada para o triângulo amoroso entre Daniel (Ricardo Pereira) e as irmãs Nina (Alinne Moraes) e Lenita (Mel Lisboa). Foi a primeira trama da emissora protagonizada por um estrangeiro, o português Ricardo Pereira. Além do núcleo Paiva, por onde transitavam os três personagens centrais - além do vilão JJ (Henri Castelli) -, destaque para a aldeia de pescadores, liderada por Lavínia (Maria Fernanda Cândido) e sua sogra, a deficiente visual Francisquinha (Laura Cardoso).

Leia também: 21 de novembro na história da TV: em 2006, estreava Vidas Opostas

Leia também: 20 de novembro na história da TV: em 2006, a estreia de Pé na Jaca




commentDeixe sua opinião
menu