Artistas do elenco de Explode Coração que já morreram



A novela Explode Coração, de Glória Perez, estreava há 22 anos. O folhetim unia tradições ciganas à modernidade representada pela então embrionária internet, através de Dara (Tereza Seiblitz), jovem que rompia com os preceitos de seu povo para se unir a Júlio Falcão (Edson Celulari), empresário corrupto e mulherengo. Exibida às 20h, a trama se destacou com a campanha em busca de crianças desaparecidas, abordando a luta das Mães da Cinelândia, representadas por Odaísa (Isadora Ribeiro). Em janeiro, a novela retorna ao vídeo, através do Canal VIVA; será a primeira reprise do folhetim.

Relembre abaixo os artistas de Explode Coração que já nos deixaram.



Regina Maria Dourado

A atriz - que, no ano anterior, dividiu o protagonismo de Tropicaliente com Herson Capri e Sílvia Pfeifer - vivia Luzineide, sucesso com o bordão "Stop, Salgadinho!", repetido constantemente para o marido, Salgadinho, interpretado por Rogério Cardoso. Regina faleceu em 27 de outubro de 2012, aos 59 anos, vítima de câncer de mama. Seu último trabalho foi em Caminhos do Coração (2007), na Record. Na Globo, se despediu com América (2005), também de Glória Perez.

Rogério Cardoso

O ator, famoso por seus trabalhos em humorísticos, viveu Salgadinho, casado com Lucineide e dono da lanchonete por onde circulavam vários personagens, como a travesti Sarita Vitti (Floriano Peixoto). Morreu em 24 de julho de 2003, aos 66 anos, vítima de um infarto fulminante. Na ocasião, integrava o elenco da série A Grande Família (2001), como o inesquecível Seu Floriano, patriarca do clã Silva.



Elias Gleizer

Sempre muito querido pelo público, o ator viveu Augusto, que era inteligente, lúcido, de temperamento alegre e boêmio. Depois de Explode Coração, ainda participou de diversas novelas até sua partida, em 16 de maio de 2015, aos 81 anos, por conta de complicações de uma broncopneumonia. Sua última participação na telinha foi em Boogie Oogie (2014), como o Padre Cláudio.



Cláudio Cavalcanti

Um ano depois do sucesso de A Viagem, onde interpretava o médium Alberto, viveu Tolentino em Explode Coração. O personagem era casado com Mila (Zezé Polessa) e vivia chocado com o comportamento dos vizinhos ciganos. Morreu em 29 de setembro de 2013, aos 73 anos, em razão de um choque cardiogênico. Deixou um trabalho póstumo, a série Sessão de Terapia (GNT), que estreou um mês após sua despedida.



Guilherme Karan

O ator e humorista, famoso pela TV Pirata (1988) e pelo Porfírio de Meu Bem, Meu Mal (1990), viveu Bebeto, que fazia diversos bicos para sobreviver e sonhava com a carreira artística, sempre vestido como se estivesse na década de 1950. Após uma longa batalha contra a doença de Machado-Joseph, uma síndrome degenerativa, morreu em 7 de julho de 2016, aos 58 anos. Seu último trabalho foi em América (2005), também de Glória Perez.



Ivan de Albuquerque

Viveu Mio, pai de Jairo (Paulo José) e avô de Dara. Era um velho cigano, reverenciado pela família e pela comunidade. Morreu em 28 de outubro de 2001, aos 69 anos, vítima de um câncer no intestino.



Alexandre Lippiani

Explode Coração foi seu último trabalho na Globo, onde estreou em 1987, em Sassaricando. Depois de sua participação no folhetim das 20h, como Tom, interpretou o Padre Eurico em Xica da Silva (foto), na Manchete. Morreu em 24 de maio de 1997, aos 32 anos, vítima de acidente de carro. A produção da novela o reverenciou com um texto de despedida, após a exibição de sua última cena.

Leia também: Após Fascinação e antes de mudar para a Globo, Walcyr Carrasco deixou novela na "gaveta" do SBT

Leia também: Nos 30 anos do último capítulo de Brega & Chique, os bastidores deste clássico das 19h!




commentDeixe sua opinião
menu