8 de novembro na história da TV: em 2016, último capítulo de Haja Coração



Confira os destaques do dia 8 de novembro na história da televisão brasileira:

No dia 8 de novembro de 1965, estreava a novela O Ébrio (Globo).

A história já havia sido adaptada no cinema, com muito sucesso, em 1946. O protagonista do filme, o cantor Vicente Celestino, fez uma participação especial no primeiro capítulo.

No dia 8 de novembro de 1965, estreava o programa Um Cantor por Dez Milhões, Dez Milhões por Uma Canção (Globo).

A atração buscava novos talentos para a música brasileira e tinha apresentação alternada de Tônia Carrero, Paulo Autran, Walter Foster e Solange Dutra Noveli.

No dia 8 de novembro de 1972, estreava a novela A Revolta dos Anjos (Tupi).

A trama contava com nomes como Eva Wilma, Oswaldo Loureiro, Nádia Lippi, Ewerton de Castro, Bete Mendes e Dennis Carvalho, entre outros. Bastidores: a novela foi anunciada como a primeira a cores da televisão brasileira, mas a falta de alguns equipamentos adiou o projeto; a produção acabou exibida em preto e branco.



No dia 8 de novembro de 1973, estreava a novela O Conde Zebra (Tupi).

A novela, com o impagável Otelo Zeloni no papel-título - um verdureiro que ganha na loteria, adquirindo um título de nobreza -, foi interrompida por conta do estado de saúde do ator, vítima de um tumor cerebral que o levou em 29 de dezembro do mesmo ano.



No dia 8 de novembro de 1993, estreava a reapresentação de Direito de Amar (1987) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

Os 172 capítulos desta adaptação de Walther Negrão, para a obra radiofônica de Janete Clair, foram condensados em 80 - seguindo o modelo adotado nas duas tramas anteriores da faixa, Sinhá Moça (1986) e Barriga de Aluguel (1993). Em cena, os conflitos de Rosália (Glória Pires), entregue ao temido Sr. de Montserrat (Carlos Vereza) em troca do perdão de uma dívida, apaixonada pelo filho do marido, Adriano (Lauro Corona).



No dia 8 de novembro de 1999, estreava a novela Vila Madalena (Globo).

A trama das 19h tinha no elenco nomes como Edson Celulari, Cristiana Oliveira, Maitê Proença, Herson Capri, Marcos Winter, Yoná Magalhães, entre outros. O bairro paulistano que deu nome à novela, que não obteve a audiência esperada, concentrava a maior parte das ações. Curiosidade: Vila Madalena não tinha abertura fixa. Clipes das músicas da trilha sonora nacional cumpriram esse papel.



No dia 8 de novembro de 2004, estreava a reapresentação de Deus Nos Acuda (1992) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

A decisão de reapresentar este folhetim de Silvio de Abreu - que não atingiu a repercussão esperada em sua exibição original e mais de 12 anos após sua estreia às 19h - surpreendeu o telespectador. A trama, condensada em 80 capítulos, teve a incumbência de levantar a audiência de Terra Nostra (1999), cartaz anterior do horário, enquanto a Globo buscava a liberação de Laços de Família (2000), a substituta.



No dia 8 de novembro de 2016, terminava a novela Haja Coração (Globo).

Daniel Ortiz se serviu dos elementos básicos de Sassaricando (1987) para conceber esta produção. O protagonismo foi dado à feirante Tancinha (Mariana Ximenes), disputada por Beto (João Baldasserini) e Apolo (Malvino Salvador) - com quem se casou no final, contrariando boa parte da audiência. Dentre os novos personagens, destaque para o casal Shirlei (Sabrina Petráglia) e Felipe (Marcos Pitombo).

Leia também: 7 de novembro na história da TV: em 2005, estreava Belíssima

Leia também: 6 de novembro na história da TV: em 2015, último capítulo de I Love Paraisópolis




commentDeixe sua opinião
menu