6 de novembro na história da TV: em 2015, último capítulo de I Love Paraisópolis



Confira os destaques do dia 6 de novembro na história da televisão brasileira:

No dia 6 de novembro de 1972, terminava a novela Bel-Ami (Tupi).

Ody Fraga e Teixeira Filho desenvolveram esta história sobre ascensão social, protagonizada por Bel-Ami (Adriano Reys), colunista social que se infiltrou na política, na economia e nas causas sociais. No elenco, Elaine Cristina, Márcia Maria, Antônio Fagundes e a cantora Maysa, entre outros.



No dia 6 de novembro de 1981, terminava a reapresentação de Te Contei? (1978) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

Embora não tenha feito tanto sucesso quanto outros trabalhos de Cassiano Gabus Mendes, Te Contei? ganhou este repeteco em Vale a Pena Ver de Novo - num tempo em que só reexibiam tramas das 18h e 19h. A narrativa acompanhava as idas e vindas amorosas de diversos personagens, com destaque para o cego Léo (Luís Gustavo), envolvido com a pobre e batalhadora Shana (Maria Cláudia) e a rica, e cleptomaníaca, Sabrina (Wanda Sthepânia).



No dia 6 de novembro de 1987, terminava a novela Brega & Chique (Globo).

Esta novela das sete fez muito sucesso do que a trama das oito! O folhetim de Cassiano Gabus Mendes, protagonizado por Marília Pêra e Glória Menezes, contava a história de duas mulheres que se tornavam amigas sem saber que foram casadas com o mesmo homem. Homem que as deixou em situações distintas: a esposa oficial, rica, perdeu tudo; a amante, pobretona, herda uma fortuna!



No dia 6 de novembro de 1992, terminava a reapresentação de Vale Tudo (1988) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

O "quem matou Odete Roitman (Beatriz Segall)?" voltou a ecoar na cabeça dos brasileiros, nesta reprise de 130 capítulos - contra os 204 originais. 18 anos depois, a trama ganhou uma nova reapresentação, desta vez no VIVA. Os noveleiros insones - o folhetim era exibido à 0h45 - se renderam novamente aos conflitos de Raquel (Regina Duarte), a mãe honesta e lutadora, que se opõe à filha Maria de Fátima (Glória Pires), inescrupulosa e carreirista.



No dia 6 de novembro de 1995, estreava a novela Explode Coração (Globo).

A trama de Glória Perez, estrelada por Tereza Seiblitz, Ricardo Macchi e Edson Celulari, falava das tradições ciganas e também de uma novidade na época, os relacionamentos amorosos via internet. Destaque para o drama das Mães da Cinelândia, que buscavam seus filhos desaparecidos, retratadas por Odaísa (Isadora Ribeiro); e para o divertido casal Luzineide (Regina Maria Dourado) e "stop" Salgadinho (Rogério Cardoso).



No dia 6 de novembro de 1998, terminava a novela Fascinação (SBT).

Escrita por Walcyr Carrasco e estrelada por Regiane Alves, estreante no gênero, e Marcos Damigo. A trama se passava na década de 1930, época em que Clara (Regiane), grávida de Carlos Eduardo (Marcos), era enxotada de casa. Num plano ardiloso da mãe dele, Melânia (Glauce Graieb), e do cafetão Alexandre (Heitor Martinez), Clara acaba num prostíbulo. Também foi a primeira novela de Mariana Ximenes (Emília).



No dia 6 de novembro de 2002, estreava a novela Pequena Travessa (SBT).

Mais uma trama mexicana adaptada para o Brasil. No papel principal, Bianca Rinaldi, como Júlia e Júlio. Explica-se: a mocinha se vestia de menino para conseguir um emprego de office-boy. Para evitar que a farsa seja descoberta, ela cria uma segunda mentira: a de que Júlio é seu irmão gêmeo. A troca de identidade confunde Alberto (Rodrigo Veronese), advogado de casamento marcado com a ardilosa Débora (Rachel Ripani).



No dia 6 de novembro de 2009, terminava a temporada 2009 de Malhação (Globo).

A Globo foi até Canoa Quebrada, no Ceará, gravar os primeiros capítulos desta fase, roteirizada por Patrícia Moretzsohn, e protagonizada pela então estreante Bianca Bin. Sua personagem, a órfã Marina, estava de mudança para o Rio de Janeiro, deixando para trás o amigo de infância (e apaixonado) Luciano (Micael Borges) e se envolvendo com Caio (Humberto Carrão) e Alex (Daniel Dalcin).



No dia 6 de novembro de 2015, terminava a novela I Love Paraisópolis (Globo).

Os contrastes entre Paraisópolis, uma das maiores comunidades de São Paulo, e o bairro do Morumbi se acentuavam com a paixão de Marizete (Bruna Marquezine), a ex do traficante Grego (Caio Castro), e Benjamim (Maurício Destri), herdeiro das empreiteiras de Soraya Brenner (Letícia Spiller). Destaque para o divertido painel de personagens paralelos formado pelos autores Alcides Nogueira e Mário Teixeira.

Leia também: 5 de novembro na história da TV: em 2007, a estreia de Desejo Proibido

Leia também: 4 de novembro na história da TV: em 2005, último capítulo de América




commentDeixe sua opinião
menu