5 de novembro na história da TV: em 2007, a estreia de Desejo Proibido



Confira os destaques do dia 5 de novembro na história da televisão brasileira:

No dia 5 de novembro de 1970, terminava o programa de auditório Mister Show (Globo).

A atração era apresentada por Agildo Ribeiro e tinha como destaque o boneco Topo Gigio, um ratinho falante, que fez muito sucesso na época.



No dia 5 de novembro de 1984, estreava a novela Jerônimo (SBT).

Era a segunda versão da novela - a primeira foi apresentada pela Tupi em 1972. Em ambas, o protagonista foi o mesmo: Francisco di Franco.



No dia 5 de novembro de 1990, estreava a novela Brasileiras e Brasileiros (SBT).

A emissora investiu pesado e contratou estrelas para o elenco, como Edson Celulari, mas a trama dirigida por Walter Avancini não alcançou o sucesso esperado.



No dia 5 de novembro de 1993, terminava a reapresentação de Barriga de Aluguel (1990) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

A trama de Glória Perez, que debatia os conflitos de Clara (Cláudia Abreu) e Ana (Cássia Kis), a mãe de aluguel e a biológica, foi uma das mais editadas da história do Vale a Pena Ver de Novo: os 243 capítulos originais foram condensados em 90.



No dia 5 de novembro de 1999, terminava a novela Andando nas Nuvens (Globo).

A trama marcava a volta de Marco Nanini às novelas - antes, ele havia atuado em Pedra Sobre Pedra (1992). Depois disso, ele só voltou ao gênero em Eta Mundo Bom!, em 2016.



No dia 5 de novembro de 2001, estreava o programa de auditório Domínio Público (Record).

A atração era comandada por Otaviano Costa, que vinha da Band, e não atingiu a audiência esperada.



No dia 5 de novembro de 2002, terminava a novela Marisol (SBT).

A trama era estrelada por Bárbara Paz, que vinha do sucesso da primeira edição da Casa dos Artistas, onde foi a vencedora. Destaque para Glauce Graieb, como a vilã Amparo.



No dia 5 de novembro de 2004, terminava a reapresentação de Terra Nostra (1999) em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

A novela de Benedito Ruy Barbosa estreou com audiência e repercussão em alta, mas acabou enfadonha, prejudicada pela narrativa lenta. A má impressão que deixou às 20h se refletiu na reprise: o público torceu o nariz para o folhetim, preferindo as tramas do SBT. A Globo então pegou pesado na tesoura, retalhando os capítulos já curtos por conta do horário eleitoral e das Olímpiadas de Atenas.



No dia 5 de novembro de 2004, estreava a série Os Aspones (Globo).

Com Selton Mello, Marisa Orth, Pedro Paulo Rangel, entre outros. A produção, de Alexandre Machado e Fernanda Young, mostrava um grupo de funcionários públicos que fazia de tudo para não trabalhar.



No dia 5 de novembro de 2004, terminava o Programa Cor-de-Rosa (SBT).

A atração voltada ao mundo das fofocas de celebridade era comandada por Silvia Abravanel e Décio Piccinini. O programa havia estreado em agosto e foi rifado da programação por Silvio Santos por não obter audiência satisfatória.



No dia 5 de novembro de 2005, a Record estreava o programa O Melhor do Brasil (Record).

Comandada por Márcio Garcia, a atração caiu no gosto do público e chegou a alcançar a liderança em várias ocasiões. Posteriormente, Márcio passou o bastão para Rodrigo Faro.



No dia 5 de novembro de 2007, estreava a novela Desejo Proibido (Globo).

Estrelada por Murilo Rosa e Fernanda Vasconcellos, esta trama de Walther Negrão era focada no cotidiano da bucólica Passaperto, cidade mineira que prosperou por conta da devoção à santa esculpida pela natureza em uma gruta.



No dia 5 de novembro de 2007, terminava o jornalístico SBT Manchetes (SBT).

Mais um programa da emissora que teve vida curta. Carlos Nascimento e Cynthia Benini eram os apresentadores oficiais.

Leia também: 4 de novembro na história da TV: em 2005, último capítulo de América

Leia também: 3 de novembro na história da TV: em 2014, a estreia de Alto Astral




commentDeixe sua opinião
menu