O final mais chocante da história da TV: os segredos da série Família Dinossauros



1 - Originalmente chamado Dinosaurs, o seriado estreou no dia 26 de abril de 1991, na emissora norte-americana ABC. Foram 65 episódios ao longo de 4 temporadas, com o último capítulo sendo exibido em 20 de julho de 1994.



2 - Na TV brasileira, a série estreou em abril de 1992 na Globo, dentro do programa Xou da Xuxa. Meses depois, a produção migrou para os domingos, sendo exibida nas manhãs e também no final da tarde, antes do Fantástico. No ano seguinte, a obra se tornou parte da TV Colosso, sendo transmitida dentro do programa infantil.

3 - Nos próximos anos, o seriado também foi exibido pelo SBT, pela Band e pelo VIVA.



4 - A produção contava a história dos Silva Sauro (Sinclair, no original), uma típica família norte-americana, a não ser por uma grande diferença: eles eram dinossauros, vivendo em uma sociedade na qual seres humanos são tratados como animais.

5 - Na comédia, o público podia acompanhar a rotina do operário Dino da Silva Sauro e sua esposa, a dona de casa Fran, lidando com os filhos adolescentes Bob e Charlene, além do pequeno Baby.



6 - A série foi uma produção da Walt Disney Television em parceria com a The Jim Henson Company, companhia responsável por outros clássicos da história da televisão, como Os Muppets e Vila Sésamo.

7 - A ideia central do seriado veio do próprio Jim Henson, falecido em 1990. Nos seus últimos anos, o manipulador de bonecos havia desenvolvido o conceito e iniciado a pré-produção, mas não chegou a acompanhar o resultado final.



8 - A trama se passava no ano 60,000,003 Antes de Cristo, no continente da Pangeia.

9 - A dinâmica dos roteiros, mostrando uma família mediana e disfuncional, seguia a tradição de produções como Os Flintstones e Os Simpsons.



10 - Como o seriado era ambientado na era Antes de Cristo, os anos passavam de maneira inversa, em sentido decrescente.

11 - Dino tinha 43 anos, Fran 38, Bob 14, Charlene 12 e Baby apenas 1 ano.



12 - Os personagens ganhavam vida através de vários métodos. Eram combinados sistemas animatrônicos (para o movimento de olhos e bocas, por exemplo), com atores fantasiados, fantoches e manipulação através de mãos, entre outros.

13 - Como o projeto previa que a série tivesse mais de uma temporada, as fantasias foram confeccionadas com materiais bastante resistentes e, por consequência, pesados.



14 - Apesar de ter roteiros adultos, a série se tornou um dos maiores fenômenos infantis dos anos 90 no Brasil.

15 - Sucesso de licenciamento, o seriado deu origem a diversos produtos. E, em terras brasileiras, isso também aconteceu, com o boneco do personagem Baby Sauro vendendo milhares de unidades a partir de 1992.



16 - No Brasil, o álbum ilustrado da série vendeu mais de 40 milhões de figurinhas.

17 - A produção também deu origem a um LP, chamado Babymania. O disco contava com músicas cantadas pelos dubladores Marisa Leal, Maria Helena, José Santa Cruz, Miriam Fisher e José Leonardo.



18 - Vários bordões de Baby se tornaram imensamente populares no Brasil, como as frases "de novo", "você tem que me amar" e "não é a mamãe".

19 - Os trejeitos do bebê foram foram baseados no filho mais novo de Bob Young, escritor e produtor da série.



20 - Na época, o seriado recebeu críticas de especialistas devido a várias incoerências históricas, como mostrar dinossauros convivendo com seres humanos.

21 - Em resposta, os produtores afirmaram o que já era óbvio: o show era uma comédia, não pretendendo recriar a história da Terra com fidelidade.

22 - A série satirizou diversos programas e emissoras de TV, fazendo paródias destes. A ABC (American Broadcasting Company), canal que exibia a obra, virou a ABC (Antediluvian Broadcasting Company). A CNN (Cable News Network) foi satirizada como DNN (Dinosaur News Network).



23 - A MTV (Music Television) foi transformada em DTV (Dinomusic Television), enquanto a ESPN (Entertainment and Sports Programming Network) virou a DSPN (Dinosaurs and Sports Programming Network).

24 - A produção deveria ter se transformado em filme, ideia discutida ao longo da quarta temporada. Mas a queda na audiência, aliada com os altos custos da obra, levaram ao cancelamento do projeto e também do próprio seriado.



25 - O último episódio, chamado "Changing Nature", chocou os fãs, sendo considerado um dos finais mais tristes da história da televisão. Buscando trazer uma mensagem ecológica, a produção optou por um desfecho bastante inesperado.

26 - Neste capítulo, Dino organiza um churrasco para comemorar a temporada de besouros. Mas os insetos não aparecem, frustrando toda a família.



27 - Então, todos descobrem que aqueles animais foram extintos após os dinossauros inaugurarem uma fábrica no pântano que dava origem aos besouros. Assim, o ecossistema da Terra começa a se transformar.

28 - Com o fim dos besouros, diversas plantas passam a crescer além do normal. Então, uma comissão é organizada para resolver o problema. Chefiando o grupo, Dino decide aplicar veneno em todas as plantações locais, que são destruídas.



29 - Sem plantas, os dinossauros precisam de uma nova fonte de alimentos e resolvem forçar chuvas. Assim, explodem vulcões, que não trazem chuva, mas sim o início da Era do Gelo.

30 - Na cena final, os Silva Sauro percebem que a Terra está congelando e que isso causará a morte de todos os seres vivos daquele período. Aceitando seu triste destino, Dino pede desculpas e o grupo promete ficar unido até o fim, tentando se aquecer. Então, a câmera se afasta e mostra a casa da família sendo coberta pela neve. Encerrando a série, o âncora do canal DNN aparece, prevendo períodos longos de escuridão, frio extremo e se despedindo.



Veja também: Bastidores, vícios e um final chocante: os segredos da série Alf, o ETeimoso



Veja também: Futuro inesperado, drogas e a morte real do Incrível Hulk: os segredos da série Blossom







commentDeixe sua opinião
menu