5 vezes em que a interatividade não deu certo na TV brasileira




1 - Em 2012, a Globo colocava vídeos enviados pelos torcedores durante as transmissões de futebol. Pois bem: num jogo entre Botafogo e Palmeiras, pela Copa Sul Americana, bem no momento em que um torcedor botafoguense cantava uma música sobre o time, o Palmeiras fez um gol. O vídeo foi atropelado pela narração de Luis Roberto.



Assista ao vídeo

2 - Tudo corria bem na entrada ao vivo do programa Tribuna da Massa, da Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná. O repórter deu bom dia para dois telespectadores e resolveu perguntar de onde eles eram. Mas ambos eram deficientes auditivos. O repórter ficou sem graça e devolveu para o estúdio.



Assista ao vídeo

3 - Em entrada ao vivo da TV Anhanguera, afiliada da Globo em Goiás e Tocantins, o repórter falava sobre os problemas de uma escola. Uma menina estava no grupo que protestava e foi ouvida. Ela chamou o prefeito de velho e acabou sendo repreendida, com bom humor, pelo repórter.



4 - O programa Fala Que Eu Te Escuto, exibido diariamente nas madrugadas da Record, poderia ter uma lista própria sobre o assunto, visto que vários fatos desse tipo já aconteceram. No mais famoso, enquanto uma telespectadora participava ao vivo via internet, o irmão dela apareceu nu diante das câmeras, enquanto pulava e dançava. O pastor que comandava a atração ficou espantado. Pouco depois, a garota celebrou o trote nas redes sociais.



Assista ao vídeo

5 - Outro caso famoso do Fala Que Eu Te Escuto foi o dia em que um jovem também falava ao vivo no programa e, de repente, começou a exibir cenas de um filme pornográfico. Como da outra vez, foi rapidamente interrompido pelo pastor, que ficou com cara de poucos amigos.



Assista ao vídeo

Veja também: Qual novela das oito passava quando você nasceu?


Deixe sua opinião


Leia também