20 de fevereiro na história da TV: em 2000, estreava Megatom


Confira os destaques do dia 20 de fevereiro na história da televisão brasileira:

No dia 20 de fevereiro de 1967, terminava a novela O Rei dos Ciganos (Globo).

Novela de Moisés Weltman, dirigida por Ziembinski, centrada no romance do cigano Wladimir (Carlos Alberto) pela nobre Wanda (Sônia Clara) - ameaçado pelo vilão Conde Fernando Racozy (André Villon). A trama, adaptada de um folhetim do autor apresentado na Tupi no ano anterior, inaugurou o horário das oito na Globo Rio; em São Paulo, a faixa estreou em 1965, com O Ébrio.



No dia 20 de fevereiro de 1967, estreava a novela A Rainha Louca (Globo).

Glória Magadan baseou-se na obra de Alexandre Dumas para conceber este enredo, ambientado no México (gravada por lá, inclusive) e protagonizado por Nathalia Timberg, como Carlota - a tal rainha que endoida por não conseguir intervir nas atitudes do marido Maximiliano (Rubens de Falco). Na foto, Cláudio Marzo (Robledo) e Thereza Amayo (Maria de Las Mercês). Estreia de Daniel Filho como diretor.



No dia 20 de fevereiro de 2000, estreava o humorístico Megatom (Globo).

Sucesso na Escolinha do Professor Raimundo (1990) e no Sai de Baixo (1996), Tom Cavalcante ganhou seu próprio programa, exibido nas tardes de domingo, por volta de 15h-16h. O comediante apostava em criações próprias, satirizava famosos e entrevistava celebridades. Embora contasse com cenas externas, quase toda a ação era ambientada em um teatro, com participação de plateia.


Deixe sua opinião


Leia também