19 de fevereiro na história da TV: em 1972, a primeira transmissão a cores


Confira os destaques do dia 19 de fevereiro na história da televisão brasileira:

No dia 19 de fevereiro de 1968, estreava a novela O Santo Mestiço (Globo).

Novela que marcou, em caráter definitivo, a implantação da faixa das 19h - a Globo havia exibido no horário, em 1965, folhetins remanescentes da TV Paulista. O protagonista Sérgio Cardoso estreava na emissora, retornando logo em seguida à Tupi, claramente insatisfeito com o texto de Glória Magadan, então diretora de teledramaturgia da emissora. No elenco, Rosamaria Murtinho e Edney Giovenazzi.



No dia 19 de fevereiro de 1969, estreava a novela Um Gosto Amargo de Festa (Tupi).

O enredo era centrado na figura de Rogério (João Paulo Adour), rapaz que seduzia diversas mulheres, sem nunca se envolver com ninguém. A produção recrutou um elenco feminino de peso: Camila Amado, Joana Fomm, Pepita Rodrigues, Renata Sorrah e Rosita Tomaz Lopes, dentre outras. Também Carlos Vereza e Ítalo Rossi - responsável pela direção, em parceria com Mário Brasini.



No dia 19 de fevereiro de 1972, acontecia a primeira transmissão a cores da televisão brasileira, a Festa da Uva de Caxias do Sul (RS).

O evento foi exibido para os pouco mais de 68 mil aparelhos capazes de receber uma emissão em cor, com imagens geradas pela TV Difusora - contando com apoio das TVs Rio, Gaúcha, Piratini e Caxias. O desfile da Festa contou com astros e estrelas da Globo, como Francisco Cuoco e Tônia Carrero, recém-saídos de O Cafona (1971), novela das 22h; ela já de volta ao ar em O Primeiro Amor (1972), às 19h.



No dia 19 de fevereiro de 2000, estreava o programa Musikaos (Cultura).

O programa, definido pela emissora como um "caldeirão de música, poesia, artes visuais e experiências", era apresentado por Gastão Moreira, ex-VJ da MTV. Nomes como Cássia Eller, Charlie Brown Jr, Los Hermanos, Raimundos e Ratos de Porão participaram de vários dos 143 episódios produzidos. O Musikaos ainda gerou CDs, com hits de bandas independentes e faixas interativas.

* Indicação do leitor Eduardo Kasbarh


Deixe sua opinião


Leia também