5 de fevereiro na história da TV: em 1990, estreava Rá-Tim-Bum


Confira os destaques do dia 5 de fevereiro na história da televisão brasileira:

No dia 5 de fevereiro de 1964, terminava a novela Corações em Conflito (Excelsior).

Ivani Ribeiro partia dos dilemas enfrentados por um viúvo decidido a se casar novamente para conceber esta que foi a terceira novela diária da TV brasileira. No elenco, Carlos Zara, Flora Geny, Márcia Real e Mauro Mendonça.

No dia 5 de fevereiro de 1966, estreava o programa esportivo Teleglobo Esportivo (Globo).

O programa se destacou não só por mostrar eventos esportivos nacionais e internacionais, como também por permitir comentários a respeito das competições. Estreou aos domingos e acabou remanejado, tempos depois, para os sábados, onde se fixou. A atração substituiu o Por Dentro da Jogada (1965), apresentado por Luís Alberto e Teixeira Heizer, de formato similar.

No dia 5 de fevereiro de 1974, estreava a novela Os Inocentes (Tupi).

De Ivani Ribeiro e Dárcio Ferreira, a trama mostrava uma mulher buscando vingar a morte de sua mãe. Para tal, ela toma por alvo os herdeiros daqueles que, anos atrás, expulsaram sua genitora da cidadezinha de Roseira. Uma das primeiras produções a cores da Tupi, Os Inocentes contava com Cleyde Yaconis, Rolando Boldrin, Cláudio Corrêa e Castro, Luís Gustavo, Ana Rosa, Tony Ramos e Elaine Cristina no elenco.



No dia 5 de fevereiro de 1974, estreava a novela O Machão (Tupi).

De Sérgio Jockyman e Ivani Ribeiro, a trama mostrava um rude fazendeiro, Julião Petruchio (Antonio Fagundes), tendo que domar uma jovem idealista, Catarina Batista (Maria Isabel de Lizandra), que rejeita se casar. Décadas depois, parte da obra foi reaproveitada em O Cravo e a Rosa (Globo, 2000), de Walcyr Carrasco. Com Rogério Márcico, Clarisse Abujamra, Irene Ravache, Elias Gleizer, Liza Vieira e Etty Fraser.



No dia 5 de fevereiro de 1974, terminava a novela Mulheres de Areia (Tupi).

De autoria de Ivani Ribeiro, a obra mostrava a difícil relação entre duas irmãs gêmeas, Ruth e Raquel, vividas por Eva Wilma. O último capítulo dividiu a grade da Tupi com Os Inocentes, que levou parte do elenco da produção, e O Machão, que contava com Antonio Fagundes e Maria Isabel de Lizandra - destaques em 'Mulheres' como Alaor e Malu - vivendo o casal protagonista. Um grande sucesso dos anos 1970!



No dia 5 de fevereiro de 1977, terminava a novela Escrava Isaura (Globo).

De autoria de Gilberto Braga, este marco da teledramaturgia - uns dos folhetins de maior sucesso em todo mundo - mostrava uma escrava branca, Isaura (Lucélia Santos) lutando contra a tirania e o assédio de seu senhor, Leôncio (Rubens de Falco). A jovem se apaixona por Tobias (Roberto Pirillo), assassinado pelo vilão; por fim, encontra o amor (e a liberdade) nos braços de Álvaro (Edwin Luisi).



No dia 5 de fevereiro de 1990, estreava o programa infantil Rá-Tim-Bum (Cultura).

Com roteiro de Anna Muylaert e Flávio de Souza, e direção de Fernando Meirelles, a atração era voltada ao público pré-escolar e ensinava, de forma divertida, noções de cidadania, higiene, ecologia, português e matemática - além do inesquecível 'Senta que lá vem história'. Com Marcelo Tas como Professor Tibúrcio (foto), Iara Jamra como Nina (da boneca Careca) e Carlos Moreno como Euclides.



No dia 5 de fevereiro de 2001, estreava a novela Porto dos Milagres (Globo).

De Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, baseada na obra de Jorge Amado, a trama mostrava o cotidiano de uma pequena vila de pescadores no nordeste brasileiro, a partir da disputa política de Guma (Marcos Palmeira) e seu tio - condição que desconhecia - Félix Guerreiro (Antonio Fagundes). Destaque para Luiza Tomé como a heroína Rosa Palmeirão; e Cássia Kis, a vilã Adma, do indefectível anel com veneno.



No dia 5 de fevereiro de 2007, estreava o programa esportivo Jogo Aberto (Band).

Mescla de noticiário e mesa-redonda que aborda os principais acontecimentos do mundo do futebol, comandada por Renata Fan, com o auxílio de ex-jogadores, como Denílson e Ronaldo Giovanelli, e especialistas, como Paulo Morsa. Já contou com nomes como Oscar Roberto Godói e Osmar de Oliveira (falecido em 2014). A atração conta com edições locais em Minas Gerais e no Rio de Janeiro.



No dia 5 de fevereiro de 2007, terminava o programa Ver para Crer (SBT).

A atração mostrava vídeos de acontecimentos curiosos ao redor do mundo, sendo comandada por Celso Portiolli, César Filho e Analice Nicolau. A princípio, trazia reportagens dubladas da Univision, emissora de televisão americana que transmite em língua espanhola, e era exibido de segunda-feira a sexta-feira, às 22h.


Deixe sua opinião


Leia também