Roberto Marinho, Rambo, Casa dos Artistas e mais: as 6 maiores tretas de Silvio Santos com seus concorrentes



Não foram poucas as vezes que o dono do SBT arrumou encrenca com Roberto Marinho e Edir Macedo. Confira:

1 - Pássaros Feridos versus Roque Santeiro (1985)



Em agosto de 1985, Silvio Santos anunciou a estreia da série norte-americana Pássaros Feridos de forma inusitada. "Logo depois da novela da Globo [Roque Santeiro], vocês poderão assistir a um filme sensacional. Não precisa deixar de assistir à novela. Vejam a novela e depois vejam o filme".

O sucesso de Pássaros Feridos fez cair algo impensável: a conhecida pontualidade da programação da Rede Globo. A emissora foi obrigada a esticar o Jornal Nacional e Roque Santeiro. O SBT não voltou atrás e desfiou uma sucessão de desenhos animados A Pantera Cor de Rosa até a novela acabar.

A estratégia deu certo e a produção chegou a alcançar 47 pontos na Grande São Paulo.





2 - Recado para Roberto Marinho (1988)



Em 1988, no Show de Calouros - então uma das maiores audiências do SBT - Silvio Santos fez um desabafo e mandou um recado para Roberto Marinho. Ele contou que Sérgio Chapelin foi para o SBT em 1983, mas voltou para a antiga casa no ano seguinte porque a Globo proibia que seus comerciais iam ao ar, gerando perdas financeiras.

"Doutor Roberto, o senhor já está mais para a eternidade do que para a vida. O senhor é um homem que não precisa de mais nada. Precisa estar em paz com Deus, para que ele o receba logo, logo em seus braços", disparou.

Detalhe: Roberto Marinho, que tinha 83 anos na época, morreu 16 anos depois, em 2003, aos 98.

Outro detalhe: há alguns anos, a Globo libera a exibição de comerciais estrelados por artistas de outras emissoras, como Sabrina Sato, Ana Hickmann e Rodrigo Faro, entre outros.

Confira o vídeo:





3 - Gugu na Globo (1988)



No início de 1988, a Globo contratou Gugu Liberato para comandar as suas tardes de domingo. Mas Silvio Santos, que estava com problemas nas cordas vocais e procurava um sucessor para seu programa, fez uma proposta milionária para seu pupilo, conversou com Roberto Marinho e Boni, pagou a multa rescisória e garantiu a volta do apresentador, que continuou no Viva a Noite e assumiu horários na programação dominical.

Confira o vídeo:





4 - Rambo (1988)



O SBT anunciou que exibiria o filme Rambo, de Sylvester Stallone, no dia 17 de agosto de 1988. Mas a Globo programou para o mesmo horário a continuação - Rambo 2. Na hora H, Silvio Santos cancelou a exibição do filme. Mas no dia 26 de agosto do mesmo ano não teve jeito: a Globo colocou no ar dois capítulos de Vale Tudo, que fazia muito sucesso, e o SBT simplesmente colocou um slide no ar, durante 50 minutos, anunciando: "Não se preocupe, quando terminar a novela da Globo você vai ver: Rambo".

Confira o vídeo:





5 - Ratinho (1998)



Em 1998, o SBT anunciou em entrevista coletiva que contratara o apresentador Ratinho, que fazia muito sucesso na Record. A emissora de Edir Macedo colocou um comunicado no ar falando sobre a "abrupta e imotivada rescisão de contrato, muito menos aos princípios éticos consagrados pelo código de ética de radiodifusão, pelo qual se impõe a necessidade do atestado liberatório da Record".

O canal também anunciou que entraria na Justiça contra o fato e que também cobraria a multa rescisória de R$ 43 milhões. "Aliás, o Sr. Silvio Santos, que tanto apregoa honestidade e obediência aos princípios da justiça, neste episódio, não deu o ar de sua anunciada responsabilidade como empresário".

A Record colocou no ar Gilberto Barros, com o programa Leão Livre, para tapar o buraco da saída de Ratinho, que estreou em 8 de setembro de 1998 e permanece até hoje no SBT.





6 - Casa dos Artistas (2001)



Em 2001, a Globo comprou o formato do Big Brother da Endemol para produzir a versão nacional do reality show, que entrou no ar em janeiro de 2002. Mas Silvio Santos foi ágil e criou, totalmente na surdina, a Casa dos Artistas.

No dia 28 de outubro de 2001, sem que ninguém esperasse, a emissora anunciou uma estreia secreta bombástica durante todo o dia e colocou o programa no ar à noite. Resultado: vitória sobre o Fantástico por 33 a 25.

A Globo entrou na Justiça e conseguiu tirar o programa do ar, mas por pouco tempo. A final atingiu média de 47 pontos, com picos de 55, contra apenas 18 da Globo, que processou o SBT por plágio - a ação segue até os dias atuais.







commentDeixe sua opinião
menu