7 pessoas que você não sabia (ou não lembrava) que trabalharam na Globo

Notícias

por Thell de Castro 0 visualizações






Britto Júnior


Reprodução/Instagram

Contratado da Record desde 2005, onde já comandou A Fazenda e Hoje em Dia, entre outros, o jornalista já foi repórter dos telejornais da Globo nos anos 1980 e 1990 e participou do Domingão do Faustão apresentando as notícias do dia, numa das tentativas da Globo de conter o Domingo Legal, de Gugu Liberato.

Supla


Divulgação

O roqueiro filho de Marta e Eduardo Suplicy será sempre lembrado pela primeira Casa dos Artistas, do SBT, mas já atuou como ator em produções globais: a minissérie Sex Appeal (1993) e a novela Um Anjo Caiu do Céu (2001).

Ronald Golias


Memória Globo

Um dos grandes humoristas brasileiros, Golias passou pela Globo na segunda metade dos anos 1970, onde esteve na Praça da Alegria e estrelou seu próprio seriado, Super Bronco (1979), que teve vida curta.

Veja também: Vídeo: Em 1965, apresentador da Globo teve enfarte e morreu ao vivo

Sérgio Mallandro


Memória Globo

Após anos de SBT, Sérgio Mallandro foi para a Globo em 1990. Na emissora, onde ficou até 1993, foi aluno da Escolinha do Professor Raimundo, cobriu férias de Xuxa e teve dois programas próprios na emissora, ambos intitulados Show do Mallandro.

Marcelo Tas


Divulgação

Depois de viver o destemido e irreverente repórter Ernesto Varela em outras emissoras, Marcelo Tas apresentou o Vídeo Show durante curto período em 1987. Na atração, ele vivia o Cabeça Branca, um personagem eletrônico que incorporava todos os apresentadores de TV.

João Kléber


Memória Globo

Atualmente comandando o Você na TV, da RedeTV!, João Kléber auxiliou Chacrinha no comando do Cassino do Chacrinha em 1988, na fase final da atração, fez aparições no Fantástico e Chico Anysio Show e teve dois humorísticos especiais de fim de ano: Retrospectiva João Kleber (1991) e Ri-Retrospectiva (1992).

Silvio Santos


Divulgação

O dono do SBT já foi o rei dos domingos da Globo. Seu programa, que durava mais de oito horas, foi exibido entre 1965 e 1976. Em 1969, Silvio Santos alcançou audiência similar à da chegada do homem à Lua.

Leia também: 6 apresentadores que utilizaram o microfone de Silvio Santos